Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Hipnose pode ajudar grávidas na hora do parto

Novidade do momento para as grávidas da atualidade, o parto por hipnose já está ganhando cada vez mais simpatizantes. Sem dor e com rápida recuperação, a mamãe fica consciente na hora do parto.
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Para viver o momento mais emocionante na vida de uma mãe, as mulheres estão procurando formas alternativas para dar à luz. Hoje, o parto por hipnose é a opção que está no topo da lista. Por ser menos invasivo, a promessa é que esse novo processo ajude no pré e no pós parto.

A anestesia é trocada por hipnose. Os médicos não usam substâncias pesadas e, assim, economizam com uma internação mais curta ao usar o estado alterado de consciência para desviar foco da dor no paciente.

O Brasil é o segundo país com o maior índice de cesáreas do mundo. A taxa é quase duas vezes superior à dos EUA. Segundo dados do Ministério da Saúde, o total de procedimentos chega a 55,5% em hospitais particulares, e o índice pode atingir 84%.

A hipnose não é indicada somente para a hora do parto, antes e depois também acontece. No pré-parto, a mamãe fica nervosa e isso influência diretamente no nascimento do bebê. Depois do parto, é essencial o acompanhamento e a continuidade do tratamento, pois serão duas vidas totalmente renovadas, fazendo com que a recuperação seja mais rápida do que o normal.

Além de seu efeito anestésico, o estado hipnótico tem outras utilidades. A hipnose pode ser usada para o tratamento de fobias e traumas. O especialista usa essa janela da consciência para acessar lugares que seriam mais difíceis com a mente totalmente acordada. Na anestesia, o objetivo é apenas o estado hipnótico por si só que já é suficiente para desviar o foco da dor.

Conforme dados da Healthtech Theia coletados no mês de outubro de 2020, 51% das grávidas mostravam interesse em realizar um parto normal, mas apenas 32% assim o fizeram por conta do medo da dor. Hoje, como forma de aperfeiçoar esse momento, o procedimento de hipnose tem sido adotado nos hospitais para bloquear a dor sem anestesia.

“A ideia é dar liberdade para o parto normal, que é o desejo de muitas mães, e deixar o medo da dor de lado. A nova técnica irá ajudar de uma maneira em que ela ficará consciente de tudo”, comenta Michael Arruda, CEO da OMNI Brasil, que forma milhares de profissionais em hipnoterapia