Sebrae Goiás discute a cultura da felicidade

  • Marcelo Silva Ramos
  • Felicidade é algo que ninguém consegue explicar, mas todos conseguem entender. A busca por essa sensação é cada vez mais central no cotidiano da população e atinge o cenário empresarial. Com base na pesquisa “Happiness Brasil: A cultura material da felicidade”, realizada pelo antropólogo e cientista social, Marcelo Silva Ramos, o Sebrae Goiás com o apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás, (AJE Goiás) realiza o Seminário de Tendências de Comportamento e Consumo, no dia 27 de outubro (quinta-feira). O evento ocorre no auditório do Sebrae Goiás das 14 às 19 horas e o ingresso é 1 kg de alimento não perecível. Durante o evento será também realizado o lançamento do Circuito Turístico da Moda em Goiás.
  • O Seminário contará com três palestras e uma mesa redonda ao final, tendo como temas a relação da felicidade com o consumo, especialmente sob a perspectiva da indústria da moda. Duas palestras terão a presença do antropólogo e cientista social, Marcelo Silva Ramos, idealizador e realizador da pesquisa “Happiness Brasil: A cultura material da felicidade”. Marcelo é formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é pesquisador no Observatório de Comportamento e Consumo (OCC) do SENAI/ CETIQT, onde se ocupa do trabalho etnográfico de campo e das análises sócio-antropológicas. Ele realiza às 15h30 a palestra “Tendências de Comportamento e Consumo”.
Segundo o diretor superintendente do Sebrae Goiás, Manoel Xavier Ferreira Filho, o evento compõe a programação do Mês da Micro e Pequena Empresa que tem o objetivo de oferecer aos micro e pequenos empresários a oportunidade de capacitação para gestão dos seus negócios nas mais diferentes etapas de vida da empresa, sem esquecer daqueles que buscam a formalização para empreender.
Em seguida, a palestra “A cultura da felicidade no Brasil” será proferida pela antropóloga Mirian Goldenberg, professora do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Mirian é também colunista do jornal Folha de São Paulo e autora de livros como “Toda mulher é meio Leila Diniz”, “Nu & Vestido”, “De perto ninguém é normal” e “Por que homens e mulheres traem? Intimidade”. Para encerrar o ciclo de palestras, Marcelo Silva Ramos apresenta seu famoso estudo: “Happiness Brasil: A cultura material da Felicidade”, com a participação da engenheira têxtil, Fabiana de Luna Rodrigues.
Fabiana é também formada pela UFRJ, com especialização e MBA em Marketing pela ESPM e Coppead. A engenheira desenvolveu estudos sobre a indústria da moda internacional, abordando o papel estratégico do marketing e do desenvolvimento de produtos. Ao final das três palestras, será realizada uma mesa redonda com os palestrantes, sob a mediação do professor Adair Marques Filho, da Faculdade de Artes Visuais (FAV), da UFG. Adair possui mestrado em cultura visual na própria UFG e dá aulas no curso de Design de Moda na instituição.
Pesquisa
Para fazer sua pesquisa “Happiness Brasil: A cultura material da felicidade”, o antropólogo Marcelo Silva Ramos entrevistou homens e mulheres, de 15 a 65 anos de idade, em sete capitais brasileiras. Ao todo foram 64 participantes que deveriam escrever em um diário a resposta para a pergunta “qual o seu momento de felicidade a cada dia?”. A proposta era elaborar um “diário de felicidade”. Os participantes registraram por escrito e por foto, em três momentos durante um período de um mês.
O resultado surpreendeu o próprio pesquisador. Ele obteve resultados distintos entre os entrevistados e verificou que existe uma dificuldade em se falar de felicidade, muitas pessoas nunca haviam pensado no assunto. Sua expectativa era de que afelicidade estivesse entre o tédio e a dor. No entanto, ele percebeu que a felicidade “passa a ideia de que é vendida”. Assim, ele apresentou como contraponto a hipótese de que a felicidade está entre segurança e liberdade.
Goiás realiza seu 1º Circuito Turístico da Moda
Como parte da programação do Seminário de Tendências de Comportamento e Consumo, será realizado às 15 horas, no auditório do Sebrae Goiás o lançamento do Circuito Turístico da Moda em Goiás. O evento, que é sucesso no estado de Minas Gerais, ocorre pela primeira vez em solo goiano. Considerado pólo na indústria da moda no Centro-Norte do Brasil, Goiás possui mais de 10 mil indústrias de confecção, que geram cerca de 160 mil empregos diretos e indiretos, de acordo com o Sindicato da Indústria do Vestuário (Sinvest).
O Circuito Turístico da Moda pretende estabelecer o acesso ao mercado, com a promoção da integração entre os empreendimentos da indústria da moda das cidades de Goiânia e Trindade. Além disso, o evento pretende integrar os equipamentos turísticos que fomentam o segmento econômico, como hospedagem, alimentação e guias. O objetivo é movimentar a cadeia produtiva do turismo e da moda, promovendo negócios e o crescimento empresarial.
Programação
14h – Credenciamento (com 1kg de alimento não perecível)
14h30 – Solenidade de Abertura
15h – Lançamento do Circuito Turístico da Moda
15h30 – Palestra: Tendências de Comportamento e Consumo (Marcelo Silva Ramos)
16h15 – Café da tarde – Intervalo
16h30 – Palestra: A cultura da felicidade no Brasil (Mirian Goldenberg)
17h15 – Palestra: Pesquisa Happiness Brasil: A cultura material da Felicidade (Marcelo Silva Ramos e Fabiana de Luna Rodrigues)
18h – Mesa Redonda (Mediação: Prof. Adair Marques)
19h – Encerramento
Serviço:
Seminário de Tendências de Comportamento e Consumo e Lançamento do Circuito Turístico da Moda
Data: 27 de outubro (quinta-feira)
Horário: das 14 às 19 horas
Local: Auditório do Sebrae (com transmissão simultânea na Sala 03) – Av. T-3, nº 1.000, St. Bueno
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível
Público: empresários de micro e pequenas empresas e empreendedores

Deixe um comentário


Confira também