Região histórica da capital ganha novo empreendimento

O setor Coimbra, bairro predominantemente horizontalizado, entrou para a rota da verticalização e recebe seu primeiro edifício, o Residencial Pátio Coimbra, que manterá a vocação residencial do setor.
O projeto foi desenvolvido pelas incorporadoras GPL, Penta e Cabral Empreendimento e será apresentado em avant-premiere para convidados nesta quinta-feira (19/03). No sábado (21/03) o estande de vendas abrirá para o público.
De acordo com o diretor comercial da GPL Incorporadora, Avelino Júnior, o setor abriga moradores antigos que se sentem inseguros em viver em casa ou desejam mais praticidade. “Ao mesmo tempo, o bairro tem potencial para atrair novo público, que deseja morar em boas localizações”, diz o diretor.
O edifício será construído no terreno onde abrigou o clube de dança Sanfona de Ouro. De acordo com o arquiteto que desenvolveu o projeto, Alexandre Leite, serão mantidas nas linhas da casa de shows, que carregava traços em Art Dèco em sua arquitetura original. A proposta será remeter algumas referências do movimento na fachada, no lobby de entrada e no primeiro andar.
Para assinar os dois apartamentos decorados, as incorporadoras convidaram a arquiteta Anna Paula Melo, que apresentará propostas para tornar o cotidiano mais prático. Ficou à cargo da personal organizer Candice Ribeiro montar um escaninho decorado, outro item importante para tornar a vida em apartamento organizada.
Coimbra é o sobrenome dos irmãos Abelardo e Jerônymo Coimbra Bueno, engenheiros que ajudaram a financiar a construção de Goiânia em troca de áreas no bairro e no setor Bueno. Assim que a capital foi transferida para Goiânia, o lugar foi utilizado como zona de passagem entre o então município de Campinas e a nova capital, se tornando uma região de fácil acesso mediante o crescimento da cidade.
  • Imagem área do Setor Coimbra com aplicação de perspectiva do Residencial Pátio Coimbra (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário


Confira também