Queijo goiano “Bem Dito” conquista prêmio internacional

Da tradição familiar à busca pela excelência, produto é resultado de técnicas francesas e leite "cru" de alta qualidade
queijo goiano Bem Dito
(Foto: Reprodução/Instagram)

O queijo “Bem Dito”, produzido em Piracanjuba, Goiás, ganhou destaque mundial após conquistar prêmios no Mondial du Fromage, na França. Criado a partir da receita aprimorada de uma tradição familiar transmitida por gerações, a iguaria conta com uma casca firme e massa cremosa, resultado de técnicas francesas e leite “cru” de alta qualidade.

Fabiano Dias Martins, criador do “Bem Dito”, destaca a importância do ambiente local na formação do sabor único deste queijo. A integração da criação do gado com a natureza, incluindo pastagens bem cuidadas e a “cultura do gado feliz”, onde vacas e bezerros permanecem juntos, reflete-se na qualidade do leite e, consequentemente, no produto final.

Recentemente, eles venceram o 3º Mundial do Queijo do Brasil, realizado em São Paulo, levando para casa as medalhas de prata e bronze, destacando-se entre os melhores do país. Para Fabiano, essas premiações são a validação do esforço e dedicação investidos em cada etapa do processo de produção.

A jornada do “Bem Dito” é marcada pela busca pela excelência. Fabiano buscou aperfeiçoamento por meio de cursos no Brasil e no exterior, adquirindo uma nova visão sobre o universo dos queijos. Com olhos voltados para o futuro, Fabiano planeja levar o “Bem Dito” para o Mundial do Queijo na França em 2025, vislumbrando a conquista de uma medalha de ouro. Enquanto isso, o processo de produção continua seguindo padrões de excelência, com a maturação cuidadosamente controlada em câmaras frias por até 45 dias, resultando em um produto final de qualidade incomparável.

Deixe um comentário


Confira também