Origens da Capital

  • Teatro Goiânia (Foto: Divulgação)
  • Uma das características mais importante na arquitetura patrimonial de Goiânia é o estilo Art Decó. É só percorrer as ruas do centro da cidade e se deparar com esse padrão decorativo em casas, edifícios e monumentos públicos. E o percussor desse estilo, que trouxe para Goiânia novas ideias e conceitos inovadores para época, foi o urbanista Attilio Corrêa Lima.

Para resgatar essa história e homenagear o ícone da arquitetura goiana, acontece nesta quinta-feira, dia 15, às 8h, na Câmara Municipal, um café da manhã para imprensa para o lançamento da exposição “Goiânia na concepção de seu arquiteto e inventor”.

As obras expõem a visão artística e arquitetônica da capital, no período de suas origens, marcada pelo estilo Art Decó e pelo conceito de cidade planejada, pioneiro no Brasil naquela época. Ao todo, 44 obras do acervo da família Attilio Corrêa Lima estarão disponíveis aos visitantes que poderão conhecer gratuitamente o outro lado da capital. A exposição vai até o dia 23 de março.

O evento contará com a participação da museóloga Rachel Corrêa Lima, neta de Attilio, e de membros representantes do poder público e privado, como o empresário e presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário e Instituto Cidade, Ilézio Inácio Ferreira.

Visão da nova capital

Nascido em 1925, o carioca Attilio Correia Lima graduou-se em arquitetura na Escola Nacional de Belas artes do Rio de Janeiro onde foi professor a convite do urbanista Lucio Costa. Quando estudante, ajudou a desenvolver o Plano Diretor da cidade e em 1930, formouse pelo Institut d’ Urbanisme, da Universidade de París, onde concluiu sua pós-graduação em urbanismo. De volta ao Rio, assumiu a cadeira de urbanismo da Escola Nacional de Belas Artes e, em 1933, foi convidado por Pedro Ludovico Teixeira, na época interventor federal de Goiás, a realizar o Plano Urbanístico da nova capital do estado.

Os desenhos de Attilio trouxeram à Goiás a modernidade de uma nova capital em tempos de grandes mudanças que marcaram o país após a Revolução de 30, período em que Getúlio Vargas assumiu o poder. Foi responsável pela criação da praça cívica de onde foi levantado o Palácio das Esmeraldas, sede administrativa do governo Estadual e das principais avenidas da capital.

Deixe um comentário


Confira também