O Dia Mundial Sem Carro é comemorado em diversas cidades do Brasil

Hoje é o dia Mundial Sem Carro, data de conscientização sobre as influências diretas e indiretas que a utilização de veículos automotores resulta nas vias urbanas. Em contrapartida frotas de veículos automotores crescem tanto quanto as campanhas de conscientização e incentivo ao uso de transportes alternativos.
Segundo dados do DETRAN, Goiânia tinha, em 2007, 732.235 veículos. Hoje, a pouco mais de três meses para o fim de 2011, a capital já possui uma frota 38,1% maior. Para abrir as comemorações do dia Mundial Sem Carro, a secretaria das Cidades e a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) inauguraram o primeiro bicicletário do Palácio Pedro Ludovico Teixeira nesta quinta-feira, 22. Secretários e autoridades do poder público vão sair de bicicleta às 7h30, no Setor Bueno, passando pela Praça Tamandaré, no Setor Oeste, se juntando a outro grupo de ciclistas, rumo à Praça Cívica, em Goiânia.
O objetivo do evento é refletir sobre o atual modelo insustentável de mobilidade urbana vigente na maioria das cidades, onde o modo individual de locomoção, o carro, ocupa mais espaços que o transporte coletivo. De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Vilela, diminuir a quantidade de veículos com motor de combustão nas ruas significa menor emissão de dióxido de carbono e enxofre, expelidos pela queima de combustíveis fósseis (petróleo e derivados). Estes são responsáveis, entre outras coisas, pela piora da qualidade do ar em Goiânia, assim como nas grandes cidades do mundo.
Em Brasília, data também foi comemorada pela população. Ciclistas de todas as idades se vestiram de laranja e saíram pedalando pelas principais ruas do Distrito Federal. Os cartões-postais tradicionais de Brasília mudaram com a presença dos ciclistas que pediam por paz no trânsito. Histórias de pessoas que perderam parentes e amigos devido à violência no trânsito foram lembradas como exemplos.
Na cidade de São Paulo o índice de congestionamento estava dentro da média para uma manhã de hoje, segundo boletim da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Às 9 horas de hoje, Dia Mundial Sem Carro, a marca no horário de pico chegou a 77 quilômetros.
A zona sul era a região com mais trechos de tráfego carregado, acumulando 30 quilômetros de ruas e avenidas congestionadas. A Avenida dos Bandeirantes apresentava tráfego complicado em seis quilômetros da pista sentido marginal, entre os Viadutos Santo Amaro e Aliomar Baleeiro, devido ao excesso de veículos.
Este é o sexto ano consecutivo que a capital paulista participa do Dia Mundial Sem Carro. Apenas outros sete municípios brasileiros integram a lista oficial de cidades participantes da edição de 2011. Ano passado, o País apresentava 30 municípios na listagem.

Deixe um comentário


Confira também