Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Lipoaspiração a Laser

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Para o Dr. Edson Prata Jr a lipoaspiração a laser é um método mais eficaz em relação à lipoaspiração convenconal. O procedimento que utiliza um avançado sistema chamado SlimLipo ™, uma mistura de comprimentos de ondas de laser, apresenta vantagens para o paciente. Ele delicadamente liquefaz a gordura, fotocoagula pequenos vasos (reduz sangramento) ,além de promover retração tecidual (melhora da flacidez). A gordura liquefeita é removida através de um dispositivo de sucção (lipoaspirador). Além de utilizarincisões menores, observa-se geralmente menor tempo de recuperação, possibilidade de correção de flacidez, redução no tempo de uso de malhas compressivas e de drenagens linfáticas pós-operatórias, e em muitos casos melhora de áreas com estrias e celulite. Trata -se de um método mais seguro quando há possibilidade de flacidez residual, e também quando o tempo disponível para o pós-operatório é reduzido.
Quando realizada em pequenas áreas, a maioria dos pacientes apresentam pouca ou nenhuma dor e, até podem realizar seus afazeres normalmente no dia seguinte.
A Laserlipólise é especialmente eficiente em áreas do corpo onde uma lipoaspiração tradicional pode ocasionar flacidez, e também para áreas onde a flacidez já esta presente, podendo ser associada aos métodos tradicionais especialmente em casos de grandes volumes de gordura localizada. As vantagens incluem uma redução de volume causada pelo esvaziamento gorduroso bem como, a homogeneidade das superficíes da mesma ( retração tecidual ).
  • Cirurgião Plástico – Dr. Edson Prata Jr. (Foto: divulgação)
Pacientes que passaram por grande perda de peso muitas vezes não possuem gordura significativa, mas muita flacidez de pele. É possivel corrigir e/ou melhorar a flacidez sem a necessidade de cirurgia, principalmente onde as cicatrizes ficam em áreas mais expostas, como braços, coxas, joelhos e mento (papada). Também pode ser utilizado em pacientes onde há dúvidas na realização de uma abdominoplastia, por terem pele insuficiente acima do umbigo, mas suficiente para causar flacidez se for realizada uma lipoaspiração convencional.

Algumas áreas de flacidez corporais são de difícil correção cirúrgica, devido a impossibilidade de posicionamento das cicatrizes esteticamente aceitáveis. Um bom exemplo é a flacidez na região dorsal e axilar, caracterizada por dobras e vincos, ou presença de marcas com o uso do sutien. Estes e outros locais podem ser tratados com o por este método. Para Incisões menores na pele utiliza-se ponteiras de fibra ótica descartáveis, com a espessura de 1 mm. Outro benéficio para os pacientes é o de não ter sutura (pontos) no orifício. No caso de ser necessário a lipoaspiração convencional, utiliza-se cânulas descartáveis de diâmetro reduzido (2,5-3,0 mm), uma vez que a gordura encontra-se liquefeita.

Outro benefício frequentemente observado é a redução do edema (inchaço) e de hematomas.

Um fator decisivo para alguns pacientes é que o procedimento pode ser realizado com anestesia local beneficiando um grande número de pessoas que têm restrições à anestesia.
Por ser mais suave, não necessita da extração de gordura por movimento mecânico com cânulas mais espessas, e pode ser realizada apenas com uma anestesia local, o que permite ao paciente ficar acordado e rapidamente e retomar as suas atividades diárias normais. Obviamente, em cada paciente e procedimento é diferente, sendo necessária a avaliação médica para ver o que será mais adequado.
A utilização de comprimentos de ondas diferentes para gordura e derme, através de uma ponta de de fibra ótica de uso único (descartável) projetada especificamente, distingue a lipoaspiração a laser da convencional, e também de outros aparelhos com resultados esteticamente melhores.

A gordura é eliminada de forma definitiva, porém, em alguns casos, onde a flacidez é moderada ou severa o procedimento pode ser contra-indicado, ou pode ser realizado em etapas, a fim de promover retração tecidual progressiva. O procedimento também pode ser repetido em casos de estrias alargadas e celulite (subcisão). Este intervalo é variável, sendo recomendável aguardar um período de 3 a 6 meses, não excluindo a necessidade de correção cirúrgica em alguns casos.
Celulites em fase inicial apresentam grande melhora pois, ocorre remodelamento do colágeno após o aquecimento subcutâneo, ocasionando uma maior homogeneidade da pele, as em grau avançado necessitam de subcisão do tecido (liberação), nivelamento por lipoaspiração ou enxerto de gordura.Há visível melhora, porém não exclui a necessidade de realização de uma nova etapa, e nem do uso concomitante de aparelhos de estética não invasivos. A manutenção do peso ou emagrecimento é fundamental para obter melhores resultados. Esta terapia é individual para cada caso.
Dr. Edson Alano dos Santos Prata Junior
Cirurgião Plástico
· Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Marília 1996-2001
· Matriculado no C.R.M. – SP sob o número 104.447
· Membro da Associação Paulista de Medicina e da Associação Médica Brasileira
· Residência em Cirurgia Geral reconhecida pelo MEC e pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões na Santa Casa de Misericórdia de Santos 2002-2003
· Residência em Cirurgia Plástica em serviço credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica na Santa Casa de Misericórdia de Santos 2004-2006
· Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
· Fellowship no Instituto Javier de Benito em Barcelona – Espanha 2008
· Professor de Cirurgia Dermatológica na Pós-Graduação do Instituto Superior de Medicina e Dermatologia