Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Governo do Estado e Ministério Público firmam parceria para combate às drogas

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Fotos: Wagnas Cabral
A convite do Ministério Público Estadual, o governador Marconi Perillo participou, na manhã de hoje, de reunião com o presidente da instituição, Benedito Torres, procuradores e promotores de Justiça, na sede do MP, para discutir propostas do Programa Interação, criado pelo Ministério Público Estadual. O programa propõe trabalho de prevenção às drogas, de recuperação a dependentes químicos, e repressão ao tráfico de drogas. Ele ainda está em desenvolvimento, e o objetivo do MP é convidar os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário a se unirem em busca de ações eficazes para equacionar o problema de tráfico de drogas. O lançamento do programa está previsto para o dia cinco de março.
O governador explicou, durante entrevista coletiva, que o Estado participa na coordenação do programa e na criação de estabelecimentos direcionados ao tratamento de dependentes químicos, como os Credeqs que serão construídos até o final de 2014. “Eu percebi por parte dos procuradores e promotores um interesse muito centrado na busca deste programa Interação. Ele trabalhará em três frentes: prevenção às drogas, envolvendo educação, saúde, esportes; de recuperação para quem já é dependente químico de álcool e demais drogas, e a repressão ao tráfico de drogas. Nesse caso, a polícia de divisas, que começará a trabalhar a partir de agora, terá papel importante. O mais importante de tudo, é que a equipe, que já trabalha há alguns meses, está completamente afinada. Já temos diagnósticos e propostas de programas que serão desenvolvidos nessa parceria do governo do Estado com o Ministério Público Estadual”, expôs.
Marconi disse que as pequenas instituições e até as Igrejas que realizam trabalho de prevenção às drogas serão convocadas a contribuir. “Daqui para frente vamos levar esse programa a todos os municípios, envolvendo as prefeituras e outros segmentos organizados da sociedade. O importante é que quem faz parte desse projeto é dotado de muito espírito público. Essa ação conjunta trará excelentes resultados. É uma ação que representará redução de 30% na criminalidade em Goiás. Estamos levando muito a sério esse projeto que, em minha opinião, daqui a algum tempo será um modelo para o Brasil”, disse.
Benedito Torres disse que o programa terá apoio do governo federal e da polícia federal e agirá de forma intensiva na preparação de professores para atuar em sala de aula no trabalho de educação e conscientização de alunos. O promotor de Justiça e coordenador do programa Interação, Maurício Alexandre Gebrim, disse que além do Interação, outros projetos na área estão sendo estudados. “Queremos criar os conselhos municipais de políticas sobre drogas, e também garantir capacitação de professores e comunidades terapêuticas, entre outros”, afirmou.
Gabinete de Imprensa do Governador