Facebook na mira dos recrutadores

Para quem acredita que o Facebook serve apenas para contatos pessoais de relacionamento, atenção: uma pesquisa publicada na última semana nos Estados Unidos revelou que 55% das empresas admitem ficar de olho na rede social mais acessada do planeta.
O mercado de recrutamento está em ebulição com o resultado da pesquisa realizada empresa americana Jobvite. Após ouvir depoimentos de 800 executivos de recursos humanos dos Estados Unidos, os pesquisadores constataram que 90% dos entrevistados utilizam as redes sociais durante o processo de seleção dos candidatos.
Mesmo com significativa relevância do Facebook, a rede social Linkedin se mantém no topo da lista de ferramentas online preferidas dos recrutadores americanos. Do total de participantes, 87% afirmaram que checam o perfil do Facebook dos candidatos.
Dos recrutadores que usam Linkedin, 94,5% diz que obtiveram sucesso nas contratações por meio da ferramenta. Na rede Zuckerberg, o número é mais modesto. Apenas 24,2 % conseguiram informações relevantes para o recrutamento.
Para o especialista em marketing digital, Cláudio Fricks, a tendência de utilização do Facebook pelo mercado é de aumentar cada vez mais. “A utilização desta rede social pelos recrutadores é bastante estratégica. O Facebook concentra informações importantes, como dados pessoais, informações sobre onde os candidatos trabalharam ou estudaram. Estes dados podem ajudar bastante no processo de seleção”, conta Fricks.

Deixe um comentário


Confira também