Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Dia Internacional da Syrah: tradição e sabor em forma de uva

Escolha seu preferido e celebre mais um grande dia no mundo dos vinhos
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

No próximo dia 16 de fevereiro é celebrado o Dia Internacional da Syrah, uma das uvas mais antigas e interessantes do universo dos vinhos. O sabor único se originou de um cruzamento, há centenas de anos, entre as uvas tinta Dureza e branca Mondeuse Blanch, na famosa região do Rhône, na França.

Com a aproximação deste dia especial, Marina Bufarah, Sommelière do clube de assinatura de vinhos Wine, separou algumas dicas exclusivas de vinhos produzidos com a famosa e aniversariante uva Syrah.

O primeiro da lista é o Joseph Pellerin Reserve A.O.C. Côtes-du-Rhône 2019, um tinto de estilo clássico do Rhône, trazendo as três uvas tintas mais importantes da região, a Grenache, a Syrah, e a Mourvèdre. Esse assemblage é conhecido mundialmente como GSM.

O Hunter and Fox Syrah 2019 é um tinto produzido na Austrália, país que integra o Novo Mundo quando o assunto é vitivinicultura. Por lá, a Syrah é uma das uvas tintas que se destacam, devido a sua boa adaptação no terroir local. Aromático e com um paladar que agrada com facilidade, é ideal para quem busca um exemplar para o dia a dia.

“Parte do êxito desta uva ao redor do mundo se dá graças à sua grande adaptabilidade, que permite que ela seja cultivada com ótimos resultados em diferentes terrenos, climas e altitudes. Como consequência, é possível encontrar ótimos vinhos de uvas cultivadas em clima mediterrâneo, regiões muito quentes, e até em temperaturas mais baixas. Cada uma dessas regiões vai elaborar vinhos com perfis aromáticos distintos, todos incrivelmente longevos!”, conta Marina.

Já na América do Sul, a indicação é o Cabernet Sauvignon Dadá Nº 3 Art Wine 2020 da Finca Las Moras. Um vinho que desafia o tradicional, utilizando barricas de carvalho com intensidades diferentes de tosta para acentuar notas únicas em cada uma das variedades. Um cabernet irreverente, atrevido, que busca transformar o comum em extraordinário. Boa potência e encantadora complexidade aromática.

A Sommelière da Wine acredita que uma das características mais marcantes dessa fruta é sua casca, extremamente concentrada em um polifenol chamado antocianina, tornando-a quase negra. “Ela também apresenta uma elevada espessura, característica que permite que ela cresça com facilidade em diferentes regiões e seja bastante resistente ao ataque de fungos e outras pragas. No geral seus vinhos são escuros e profundos, com sabores potentes, com médio corpo e taninos muito amaciados, majoritariamente secos e com acidez média”, diz.

Para encerrar a lista de dicas especiais aparece o Root: 1 Reserva Rosé 2020, certificado como um vinho sustentável que respeita o meio ambiente e preza pela sua qualidade. Esse exemplar é um rosé jovem, fresco, fácil de beber que combina com qualquer ocasião.

Por seu sabor quase sempre complexo, os vinhos de Syrah harmonizam muito bem com pratos feitos com ingredientes intensos, que tragam à tona as nuances da bebida sem que o paladar seja dominado por ela. Algumas ótimas sugestões para acompanhar esses vinhos são pratos com carne bovina, vitelo, cordeiro, porco, aves e queijos amarelos. Também os temperos fortes, como cebola, alho, mostarda, pimenta, louro e as ervas aromáticas, como alecrim e tomilho, podem ser bons parceiros.