Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Defesa da economia de Goiás leva Marconi a São Paulo e ao Rio de Janeiro

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
  • (Foto: Gerência de Imprensa )
Estreitar os laços de São Paulo com as economias de estados em desenvolvimento, Goiás incluído, na perspectiva do por fim a contratempos de natureza fiscal. Este foi o assunto predominante do encontro entre o governador Marconi Perillo e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), hoje no início da tarde, no Palácio dos Bandeirantes, sede oficial do governo paulista.
Acompanhado do secretário estadual da Fazenda de Goiás, Simão Cirineu Dias, Marconi discutiu com Alckmin solução para os problemas que os Estados emergentes vêm enfrentando no tocante a autos de infração fiscal, Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADINs), taxação de produtos e transferência de empresas.
No tocante à relação dos dois Estados, Marconi apresentou a Alckmin a proposta de complementariedade das economias, de modo a garantir o equilíbrio na balança comercial das duas unidades federativas. Para isso, ficou acertado que os secretários estaduais de Fazenda de Goiás e de São Paulo, Andrea Calabi, vão manter reuniões periódicas para definir as bases da política fiscal entre os dois Estados, de modo a produzir propostas, no médio e longo prazos, que venham superar o problema dos autos de infração fiscal e as questões levantadas no âmbito do Confaz.
Agenda no Rio – Depois de cumprir agenda de trabalho em São Paulo, o governador Marconi Perillo e comitiva formada pelo senador Cyro Miranda (PSDB), o secretário da Fazenda, Simão Cirineu, e o presidente da Agetop, Jayme Rincón, embarcaram para o Rio de Janeiro, onde foram recebidos em audiência pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho.
Além de discutir os termos do empréstimo de R$ 1,5 bilhão para abertura de novas estradas em Goiás, o governador apresentou à diretoria do BNDES, por meio de data-show, as potencialidades da economia goiana. Além de dados atualizados, o material traz informações a respeito das estimativas de expansão do mercado consumidor no eixo Goiânia-Brasília.
O governador permanece no Rio de Janeiro e nesta quarta-feira mantém contatos com investidores privados, na perspectiva de atrair novas empresas para Goiás. Também na agenda está prevista visita à tradicional Casa da Moeda, uma das mais antigas instituições públicas brasileiras, fundada em 8 de março de 1694, na época do Brasil Colônia.
Fonte: Gabinete de Imprensa do Governador