Benefícios de viver em harmonia

Harmonia tem a ver com equilíbrio e paz e, para o ser humano, representa um estado de espírito benéfico à sua mente e ao seu emocional, com reflexos positivos no corpo físico. Estar em harmonia com sua própria consciência é fundamental para a pessoa sentir-se bem efetivamente. A paz interior de cada um reflete no meio em que se encontra, seja o ambiente familiar, profissional, religioso, social.
A ciência está comprovando cada vez mais quanto a paz interior é importante para a saúde psicossomática. No mundo conturbado em que vivemos existem oscilações de toda ordem que nos atingem no dia a dia, desafiando nossa força de vontade e a nossa vigilância para não cairmos em desequilíbrio.
De um lado, enfrentamos dificuldades, problemas que exigem solução, relacionamentos difíceis que reclamam paciência, tolerância, perdão. De outro, a necessidade de uma alimentação saudável para não intoxicar nosso organismo. De outro, ainda, o cuidado com os pensamentos e sentimentos, para que estejam, o máximo possível, em sintonia de alta frequência vibratória, prevenindo o bem estar, resguardando o bem estar integral.
Provas e expiações fazem parte do contexto na programação da vida dos habitantes do planeta e não somos exceção à regra. Portanto, a resignação é convocada a ser exercitada muitas vezes por cada um de nós, naquilo que gostaríamos mas que, não conseguimos de imediato modificar pelas nossas próprias forças.
Os vícios são elementos de desarmonia para a alma, para o corpo e para a sociedade. Tantos os materiais (álcool, drogas) como os de personalidade (desonestidade, ciúme, inveja, vanglória, entre outros). Devem, por isso mesmo, ser evitados, combatidos. Exercitar o bem, treinar a solidariedade, praticar a caridade representam aspectos de vital importância à aquisição e manutenção da paz interior. O autocontrole e a moderação nas atitudes previnem diversos equívocos desarmonizadores.
Ter um roteiro de disciplina a seguir, de maneira voluntária e consciente, para ser seguido com perseverança, ajuda muito. Outro detalhe de grande importância é buscarmos conhecer-nos a nós mesmos cada vez mais e melhor. É comum não enxergarmos em nós mesmos o que as outras pessoas veem com facilidade.
Esse autoconhecimento contribui sobremaneira para adentrarmos uma nova etapa em nossas vidas: a do processo de reforma íntima, por meio do qual buscaremos nos esforçar para colocar em prática aquilo que no campo do conhecimento, da teoria, já conseguimos alcançar.
À medida que nos modificamos para melhorar nossos pensamentos, sentimentos e atitudes, a harmonia interior acontece, a autoestima cresce, a valorização da vida aumenta, porque eliminamos, ou pelo menos minimizamos, o antagonismo, ou seja, o distanciamento entre o que dita a nossa confiança e o que realizamos de fato.
No estágio evolutivo que a humanidade se encontra, nem somos perfeitos nem podemos alimentar a ilusão de que a perfeição será alcançada em curto prazo. Isso ocorrerá, gradativamente, no curso dos milênios futuros. Logicamente podemos e devemos nos esforçar naquilo que a nossa conscientização já nos permite trabalhar. Nunca duvidemos de que temos potencial para isso: somos programados para melhorarmos sempre. Devemos fazer ao próximo o bem que estiver ao nosso alcance. Esses aspectos estão interligados no processo de reforma interior.
Cultivando a paz, estaremos mais aptos a contribuir com a harmonia global, pelos meios que dispomos, seja por atos de caridade material ou moral, num exercício de humildade e fé, amparando o próximo sem afetação e mentalizando boas vibrações para todos, sem distinção.

* Abel Glaser é fundador do LECS – Lar Escola Cairbar Schutel (www.cairbarschutel.org), entidade do terceiro setor que abriga 60 crianças sob situação de risco e membro da diretoria e secretário geral da instituição. Já psicografou mais de 20 livros, ditados por Cairbar Schutel, entre eles: “Reforma Íntima – Teoria e Prática da Revolução Espiritual” (Editora Alvorada) e “Guerra no Além – Interação entre os dois Planos da Vida” (Casa Editora O Clarim). A verba arrecadada com os livros é revertida para o LECS. E-mail: linklecs@linkportal.com.br

Deixe um comentário


Confira também