Romântico hotel italiano

Com atmosfera retrô e romântica, o Hotel Il Pellicano é hoje ponto de encontro de jet setters europeus que adoram sua piscina aquecida de água do mar, praia privativa, vasta carta de vinhos, seu SPA e o restaurante com estrela Michelin. O que poucos sabem é que este refúgio cinco estrelas em Porto Ercole já foi casa de veraneio de um ilustre casal que recepcionava personalidades importantes como Charles Chaplin e famílias reais europeias, e que foi construído sobre os pilares de uma linda história de amor, digna dos roteiros de Hollywood.
  • O hotel tem uma vista para casal nenhum botar defeito
  • A piscina com água do mar aquecida é um dos diferenciais do II Pelicano (Fotos: Divulgação)
A história
Michael Grahan, piloto da força aérea britânica, sobreviveu a uma queda de avião no coração da África. Em solo norte-americano, a jovem Patsy Daszel recortara uma notícia de jornal sobre o ocorrido e prometera a si mesma conhecê-lo um dia. Tempos depois, em uma ensolarada tarde na Califórnia, os dois se conheceram em uma festa e, como se espera de um filme de romance, apaixonaram-se. Partiram, então, para a Europa buscando realizar um sonho: descobrir um lugar especial na costa mediterrânea para construírem juntos um hotel. Com o auxílio de um amigo, o príncipe Tinti Borghese, chegaram a uma região inexplorada da Toscana, onde Patsy vislumbrou toda sua felicidade ao lado de Michael e, mais tarde, construiriam ali família e legado. No dia 2 de junho de 1965, há quase 50 anos atrás, o Il Pellicano era inaugurado. O casal viveu lá até 1979, quando, já idosos, resolveram vendê-lo a Roberto Sció, frequentador assíduo e amante do hotel. O novo dono e sua família cuidam com afinco da propriedade e mantêm viva sua lenda até hoje.

Deixe um comentário


Confira também