Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Siron Franco assina intervenção em defesa das mulheres afegãs

Artista atende ao chamado da cineasta Sahraa Karimi, que pede à comunidade internacional para que sejam as vozes das mulheres fora do Afeganistão
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

Na próxima terça-feira (24) o artista Siron Franco assina intervenção artística em defesa das mulheres afegãs. Em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), Siron atende ao chamado de Sahraa Karimi, a primeira mulher a ter um PHD em cinema no Afeganistão e ocupar cargo de direção da Afghan Film Organisation, única empresa cinematográfica estatal no Afeganistão, fundada em 1968.

Sahraa Karimi escreveu uma carta a toda a comunidade mundial pedindo apoio para denunciar as inúmeras violações de direitos praticadas pelo Talibã, principalmente contra as meninas e as mulheres afegãs.

Realidade das mulheres afegãs

Nos últimos dias imagens de caos e desespero no Afeganistão ocuparam os noticiários do mundo após a tomada da capital Cabul por parte do grupo extremista Talibã. Com a retirada das tropas estadunidenses, o exército do Talibã derrotou a segurança nacional afegã, levando inclusive à fuga do presidente Ashraf Ghani.

Desde então uma era de terror para os afegãos iniciou-se. Sobretudo para as mulheres. O Talibã segue uma versão distorcida da Sharia, lei islâmica, para perseguir mulheres. A regra mais conhecida é a obrigatoriedade do uso da burqa, veste que cobre todo o corpo, ou similar. O grupo extremista utiliza-se de uma interpretação errônea da religião para propagar o terror. Viralizou na internet um vídeo de uma mulher que é assassinada em praça pública por não estar com a burqa tampando o rosto. Neste contexto, as meninas também estão sendo obrigadas a abandonarem as escolas.

Em sua carta, Sahraa pede à comunidade internacional: “Sejam nossas vozes fora do Afeganistão”. Siron Franco, junto à SMDHPA, gerida pela Secretária de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas, Cristina Lopes, atendem ao chamado.

Serviço:
Intervenção do artista Siron Franco em defesa das mulheres afegãs
Quando:
25 de agosto (terça-feira), às 8h
Local: Praça Cívica
Saída: Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA) – Rua 99, Setor Sul;