Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Ricardo Leão e Orquestra Sinfônica de Goiânia realizam apresentação no Teatro Sesi

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O pianista, compositor, arranjador, produtor e diretor musical Ricardo Leão acaba de lançar o CD A Lei do Amor – Música Original de Ricardo Leão, gravado pela Som Livre. No dia 9 de março, às 20 horas, no Teatro Sesi, Ricardo Leão faz apresentação única com a Orquestra Sinfônica de Goiânia, interpretando as músicas do novo disco.

 O novo CD conta com a participação de instrumentistas renomados como Jaques Morelenbaum (violoncelo), Daniel Guedes (violinista), Ricardo Silveira, Jairo Reis e Pedro Braga (violões), Bororó (baixo), além de outros músicos. O disco foi feito sob medida para narrativa da novela A Lei do Amor, da TV Globo. Das 21 faixas instrumentais que compõem o CD, 20 músicas são inéditas e autorais, e uma faz uma releitura da clássica Asa Branca, de Luiz Gonzaga.

Ricardo conta que foi um desafio trabalhar nas músicas do CD, onde colocou nos temas dos personagens e nas músicas incidentais toda a vivência adquirida. “Quando fui convidado por Denise Saraceni (Diretora Artística) e por Marcel Klemm (Gerência Musical da TV Globo) para fazer a música de A Lei do Amor senti aquela ansiedade de um iniciante compondo a sua primeira trilha. Tanto é que quando me perguntam quanto tempo levei para compor e gravar a trilha respondo: 57 anos”, comenta.

 Os últimos trabalhos de Ricardo como compositor estavam ligados à comédia – os seriados Pé na Cova, Mr. Brau, o longa SOS Mulheres ao Mar – e esperava a oportunidade para produzir uma música angustiante, tensa que pontuasse grande parte da trama. “A novela traz cenas bonitas, fortes e perturbadoras, o que me deu uma infinidade de ideias musicais. E apesar de emoldurar muito bem as cenas eu sinto que ela tem vida própria fora delas. E foi esse o principal motivo de lançar o CD”, ressalta.

Durante as gravações nos estúdios Jaula do Leão e Fibra, Ricardo se dividiu também entre execução, arranjos e orquestrações (exceto nas faixas Romance e Idas e Vindas, que teve orquestração, transcrição e regência do maestro Vittor Santos). Para criar as composições, Leão foi para o interior das cidades de Goiás e de São Paulo, e gravou violas caipiras com músicos locais. Não por acaso a cidade fictícia de São Dimas fica no interior paulista, onde se passa a novela. Ao lado dos músicos, o maestro Jaques Morelenbaum arranjou seu violoncelo ao contexto musical proporcionando um encontro inusitado e original, colocando a música de raiz lado a lado com a música erudita.

O CD traz também uma orquestra de cordas e madeiras com 16 instrumentos – a cargo dos violinistas Ricardo Amado, Daniel Guedes, Antonella Pareschi e do clarinetista Dirceu Leite. Os pianos foram gravados em três locais diferentes, o que proporcionou sonoridades distintas para situações diversas na confecção da trilha.  Para gravar o tema As Águas de São Dimas, Ricardo convidou o percussionista Alex Fonseca, que gravou as percussões tocando em bacias, gamelas e baldes cheios de água. Ele explica o efeito desejado: “O ritmo extraído das águas fez um contraponto com os Cellos sincopados e os violinos intensos e cheios de lirismo”.

(Foto: Divulgação)

Anote!
Show com Ricardo Leão e Orquestra Sinfônica de Goiânia: A Lei do Amor

Data: Dia 9 de março (quinta)
Local: Teatro do Sesi  (Av. João Leite n. 1013, Setor Santa Genoveva. Telefone: 3269-0800)
Ingressos: Doação de 2 Kg de alimentos ou um livro literário