Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Quasar Cia de Dança comemora 30 anos com novo espetáculo

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

(Foto: João Gabriel Hidalgo)

Depois de um hiato de dois anos, a Quasar Cia de Dança volta à cena cultural da cidade em ritmo de celebração. Nos dias 26, 27 e 28 de outubro, o grupo apresenta O que ainda guardo, espetáculo comemorativo dos 30 anos da companhia de dança goiana.

Produzido em parceria com a grife de joias Vivara, O que ainda guardo tem apoio do projeto Preciosidades Vivara, Ministério da Cultura, SESC e da World Group Company (GO).  Essencialmente brasileiro, o espetáculo tem a Bossa Nova – que completa 60 anos em 2018 – como o som que dá ritmo aos corpos, que unem-se às composições com talento e sagacidade. Os 30 anos de existência da Quasar e características marcantes da companhia, como o estilo do movimento, humor e leveza na dança, também estão presentes. 

(Foto: João Gabriel Hidalgo)

Segundo o Henrique Rodovalho, coreógrafo da Quasar, a encenação do espetáculo não guarda um relato linear. As letras das canções de Bossa Nova foram pontos chave para que um tipo de movimento fosse arquitetado. Os temas abordados pelos compositores, muitos deles singelos e ligados a um cotidiano ingênuo e pueril, são cantados , nesta trilha sonora como se fossem conversas entre amigos. Esta maneira coloquial de fazer poesia inspirou um tipo de movimentação que permeia toda obra. A partir daí o espetáculo foi se revelando como um diálogo provocativo e nada previsível, entre temas, canções e coreografias. 

Vencedores do Prêmio Klaus Vianna, da Funarte, O que ainda guardo circula, além de Goiânia, por Palmas (TO), Gravataí (RS), Canoas (RS) e Brasília (DF). O espetáculo já passou pelos palcos de São Paulo e Rio de Janeiro nos últimos 22, 23 e 26 de setembro.

As apresentações na capital goiana serão no Teatro Goiânia, sexta e sábado (26 e 27) às 21 horas e domingo (28) às 19h. Os ingressos custam R$ 50,00 e a meia-entrada é R$ 25,00 (o desconto é válido também para quem doar 1 litro de óleo de cozinha). 

(Foto: João Gabriel Hidalgo)

No dia 26 de outubro, também em comemoração aos 30 anos da Quasar, será lançado, junto ao público presente no Teatro Goiânia, um dossiê sobre a Companhia. Chamado Um Corpo Celeste em Movimento, trata-se de um levantamento histórico, memorial e afetivo sobre a companhia de dança.

O conteúdo é uma compilação de entrevistas, materiais audiovisuais e impressos, que criam um panorama da história do grupo e de sua importância identitária, cultural e artística, no Brasil e no mundo. A coordenação desse trabalho foi de Luana Otto (Balaio Produções Culturais), que contou com os pesquisadores Hélio Fróes e Rô Cerqueira, no trabalho de campo, de coleta de informações e materiais. O projeto foi viabilizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, a Lei Goyazes, do Governo de Goiás.

Anote!
Quasar Cia de Dança comemora 30 anos apresentando “O que ainda guardo” e lançando dossiê de sua trajetória
Datas: 26, 27 e 28 de outubro
Tempo: 64 minutos – Classificação: Livre
Horários: Sexta e sábado – 21h / Domingo – 19h
Local: Teatro Goiânia 
Ingressos: R$50,00 (inteira) | R$25,00 (meia-entrada)
Venda antecipada de ingressos: Sympla.
Com desconto de 50% pela plataforma até o dia 25/10
https://www.sympla.com.br/quasar-cia-de-danca-apresenta-o-que-ainda-guardo—temporada-no-teatro-goiania__383173
Na bilheteria: 26, 27 e 28/10 – a partir das 14h
Com desconto de 50% para quem doar 1 litro de óleo de cozinha. Os donativos serão doados para uma creche em Goiânia.