Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Primeira edição do Goyazes Festival de Fotografia promove atividades gratuitas em Goiânia

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

 

(Foto: Luiz Braga)

Em cartaz na Vila Cultural Cora Coralina a primeira edição de Goyazes – Festival de Fotografia 2017, apresenta exposições e vasta programação entre os dias 5 e 9 de setembro. Todas as atividades são gratuitas e acessíveis a plateias diversificadas, possibilitando tanto a formação de público quanto de novos fotógrafos. Ao todo são 17 horas de atividades– entre workshops, palestras, conversas e leituras de portfólios.

Coordenado por Wagner Araújo, com curadoria de Diógenes Moura, o Festival pretende abrir espaço para a cultura da fotografia no Centro-Oeste, promovendo ações que instiguem a reflexão no campo teórico e prático sobre a imagem fotográfica produzida no Brasil contemporâneo.

Outra proposta importante do Goyazes é a utilização da própria cidade como suporte para produção e exibição de trabalhos de arte. A Vila Cultural Cora Coralina tem esta grande facilidade por ser central, urbana, de fácil acesso e bem aparelhada. O salão do espaço receberá as exposições Retumbante Natureza Humanizada, do premiado fotógrafo Luiz Braga; dos selecionados das convocatórias do Prêmio Goyazes; Visões de um Poema Sujo, do fotógrafo Márcio Vasconcelos e Devotos e Bandeiras, do coletivo fotográfico Olhares do Cerrado.

Com apoio do Núcleo de Ação Educativa do Museu de Arte Contemporânea de Goiás – MAC, o Festival Goyazes tem à disposição arte educadores que possibilitam o diálogo e a experimentação durante as visitas guiadas para a apresentação das obras, proporcionando uma mediação de qualidade.

Para o coordenador do Festival, Wagner Araújo, este acontecimento inédito em Goiás, além de promover o intercâmbio de fotógrafos de renome com o público local, reforça o panorama de atividades voltadas para a fotografia no Estado. O curador Diógenes Moura disse que o Festival já está inserido no calendário cultural da capital, mas ele não quer que fique grande demais e se torne um “evento”.  “Vamos formando público e criando uma relação de arte-educação com a cidade. A minha intenção é que não se torne uma coisa tenebrosa chamada evento. Evento acontece num dia, no outro desaparece. E o Festival não vai ser assim”.

Prêmio Goyazes
Os números desta primeira edição já impressionam. Fotógrafos de todo o país se inscreveram para o Festival. Entre os 461 ensaios inscritos na categoria nacional, contando com a presença de 16 estados brasileiros e o Distrito Federal, foram selecionados cinco trabalhos para compor a exposição; e entre os 48 trabalhos inscritos na categoria estadual foram selecionados três ensaios. O júri foi composto por Deborah Borges, Diógenes Moura, Samuel de Jesus e Wagner Araújo.

Confira a programação:

Dia 5
9 horas – Workshop: “Contrários: a rivalidade dos Bois-Bumbás de Parintins”, com Andreas Valentin
Workshop: “Do poético ao prático: fotografia documental”, com Guy Veloso
19h – Palestra sobre a iniciativa Mobgraphia
20h30 – Projeções noturnas

Dia 6
9h30 – Leituras de Portfólio com Guy Veloso
19h – Palestra “Trajetória e processo criativo”, com Cássio Vasconcelos
20h30 – Conversa com Adenor Gondin e Diógenes Moura

Dia 7
9h – Workshop: “Trajetória e processo criativo”, com Cássio Vasconcelos
Workshop: “Olhar o mundo e não se ver, o meu, o teu o nosso olhar”, com Adenor Gondim
Workshop para crianças – “Brincando com a luz – iniciando na fotografia”, com Mariana Capeletti
14h – Leituras de Portfólio com Ronaldo Entler e Ana Carolina Fernandes
19h – Palestra: “Canudos – novos territórios”, com Mônica Zarattini

Dia 8
9h – Workshop:  “Fotógrafos inspiradores: do moderno ao contemporâneo”, com Mônica Zarattini
Workshop “A fotografia no contexto da economia criativa – alguns caminhos possíveis para trilhar seus sonhos”, com Graziene Moreira
9h30 – Leituras de Portfólio com Cássio Vasconcellos
19h – Conversa com Ronaldo Entler e Guilherme Ghisoni
20h30 – Palestra: “Fotojornalismo e fotodocumentarismo”, com Ana Carolina Fernandes

Dia 9
9h – Workshop – “Fotografia e acaso”, com Ronaldo Entler
Workshop – “Fotojornalismo e Fotodocumentarismo”, com Ana Carolina Fernandes
9h30 – Leituras de Portfólio com Mônica Zarattini
19h – Projeções noturnas
20h – Encerramento do Festival Goyazes

Luzes no Arraial (Foto: Luiz Braga)

Anote!
Goyazes Festival de Fotografia

Quando? 5 à 9 de setembro
Onde? Vila Cultural Cora Coralina, Rua 3 – Setor Central
Quanto? Entrada franca