Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Museu de Arte Contemporânea de Goiás realiza exposições simultâneas

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Zoologia Fantástica de Aldemir Martins (Foto: Divulgação)

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás, unidade do Centro Cultural Oscar Niemeyer, abre sua programação 2016 com a inauguração de duas mostras simultâneas de seu acervo, com curadoria de Gilmar Camilo: “Cenas da arte brasileira” e “Experiências, memórias e identidades”. As exposições serão abertas no dia 19 de janeiro às 20h e ficam em cartaz entre os dias 20 de janeiro e 24 de abril.

“Cenas da arte brasileira” será realizada na Galeria D.J. Oliveira e é constituída por artistas nacionais que se destacaram nos gêneros gravura e desenho. O conjunto de gravuras da exposição é uma das mais significativas coleções que integram o acervo do MAC Goiás. O recorte curatorial propõe um olhar sobre as diferentes técnicas de gravura, como água-forte, ponta-seca, serigrafia e litografia, mostrando como esses artistas consolidam um panorama da gravura brasileira e da arte sobre papel produzida no Brasil.

Dos 75 trabalhos, entre gravuras e desenhos, se destacam 13 gravuras de João Câmara, da série “Cenas da vida brasileira”, que inspirou o título da exposição. Sem esquecer uma das maiores artistas do acervo MAC: Tarsila do Amaral, nome histórico na arte brasileira.

  • Obras de Babinski integram a mostra Cenas da arte brasileira (Foto: Divulgação)

A segunda exposição, “Experiências, memórias e identidades” será realizada na Galeria Cleber Gouvêa. A mostra faz um recorte da coleção de arte goiana do MAC, com panorama da produção artística entre 1967 e 2015, abordando a contribuição destes artistas para as artes plásticas em Goiás e as diversas experiências artísticas que se seguiram.

Integram a exposição 24 nomes consagrados da arte em Goiás, na qual a obra mais recente da exposição, a do artista Pitágoras foi produzida em 2015. Destacam-se quatro estrangeiros que fizeram nome na arte goiana: o frei italiano Nazareno Confaloni, o escultor alemão Gustav Ritter, o português Antônio Poteiro, e o chinês Tai Hsuan-na.

De acordo com o curador Gilmar Camilo, o conjunto das obras trazem um relato e o espírito de época, formando a memória artística goiana. “São trajetórias que perpassam vários caminhos, desde a pintura realista dos pioneiros Octo Marques e Valdelino Lourenço, à abstração poética de Juliano Moraes, ao ideal futurista de cidade contido na obra de Pitágoras. São diversas experiências, perfis e dinâmicas”, anuncia.

Durante o período que as exposições estarão em cartaz o MAC oferece dentro do projeto arte-educação, visitas guiadas, mediações e ações educativas com atividades direcionadas à coordenadores, professores e alunos das redes pública e privada de ensino.

  • Os Matadores de D.J Oliveira (Foto: Divulgação)

Anote!

Exposições “Cenas da arte brasileira” e “Experiências, memórias e identidades”

Abertura: 19 de Janeiro de 2016 – às 20:00h

Período das exposições: 20 de Janeiro a 24 de Abril de 2016

Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira, das 9h às 17:30h. Sábado e domingo, das 11h às 18h.

Agendamento para visitas guiadas pelo telefone: (62) 3201-4918

Local: Museu de Arte Contemporânea de Goiás – Centro Cultural Oscar Niemeyer

Endereço: Avenida Deputado Jamel Cecílio, Nº 4.490, Setor Fazenda Gameleira, Goiânia-GO