Mostra de filmes Águas-Correntes destaca produção audiovisual feminina no Centro-Oeste

Programação reúne 20 obras diversas e celebra mapeamento histórico de cineastas em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal
Mostra de filmes Águas- Correntes
Backstage da produção “Me Farei Ouvir” de Flora Egécia e Bianca Novais (Foto: Divulgação)

O Cine Ritz Sala Sesc, em Goiânia, recebe, entre 20 e 23 de junho, a mostra de filmes Águas-Correntes. O intuito da iniciativa é valorizar a produção audiovisual feminina feita no Centro-Oeste. Além disso, o público terá a oportunidade de conhecer longas e curtas de ficção, animação e documentário realizados por cineastas de diferentes origens e idades, em especial potências negras, indígenas e quilombolas.

A mostra é a primeira atividade de um projeto mais amplo: a publicação do livro Águas Correntes – A Produção Audiovisual Feminina do Centro do Brasil, prevista para o segundo semestre de 2024. Na abertura da mostra, dia 20 de junho, será lançado um material que decorre dessa pesquisa: o “Mapeamento de cineastas e roteiristas do Centro-Oeste do Brasil – 1º Edição”, publicação digital que além de dados sobre tais profissionais, contempla ainda uma linha do tempo com informações sobre o cinema e o audiovisual feito por mulheres nos três estados no Centro-Oeste, além de uma retrospectiva sobre o Prêmio Cora.

A seletiva conta com obras das pioneiras em Goiás, Rosa Berardo, Claudia Nunes e  Adriana Rodrigues, e Dácia Ibiapina, do Distrito Federal. Ademais, a mostra conta com novos nomes femininos que desbravam o audiovisual central, como Simone Caetano e  Fabiana Assis, em Goiás; Juliana Capilé e Samantha Col Debella, no Mato Grosso; Marineti Pinheiro, no Mato Grosso do Sul e Edileuza Penha de Souza e Renata Diniz, no Distrito Federal.

O conceito do título “Águas Correntes” associa a força das águas enquanto resiliência humana para transformar, lapidar e abrir caminhos, assim como fazem as mulheres que escolhem trabalhar com cinema. Além disso, Lidiana Reis, uma das idealizadoras do projeto, reflete que as margens do rio guardam histórias passadas. “E com a mostra queremos contar nossa trajetória, e fortalecer os caminhos já trilhados por mulheres no audiovisual, fazendo com que no futuro possamos contar nossas histórias, sem partir da invisibilidade”.

Mostra de filmes Águas- Correntes
Na foto, trecho da produção “A Velhice Ilumina o Vento” de Ju Segóvia (Foto: Divulgação)

Serviço: Mostra de filmes Águas- Correntes

Datas: 20, 21, 22 e 23 de junho
Horário: a partir das 19h
Local: Cine Ritz, Sala Sesc – R. 8, 501 – St. Central, Goiânia
Entrada gratuita

Deixe um comentário


Confira também