Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Japan House São Paulo: de 25 de agosto a 04 de setembro

Programação digital aborda assuntos culturais sobre o Japão como curiosidades e atividades relacionadas a gastronomia, artes marciais, dança, literatura e conceitos japoneses
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Foto: Divulgação

Através do #jhsponline, a Japan House São Paulo segue apresentando diariamente em suas redes sociais conteúdo diverso e curiosidades, proporcionando acesso a informações e atividades relacionadas ao Japão, para que os interessados possam ampliar seus conhecimentos sobre o país. Para o período entre 25 de agosto e 04 de setembro, a instituição preparou novidades que vão de dança a gastronomia.

Para colocar todos em movimento, nas próximas segundas-feiras, o #jhsponline traz vídeos que ensinam movimentos básicos de diferentes tipos de Yosakoi, dança contemporânea presente em alguns festivais de verão do Japão que pode ser praticada por pessoas de todas as idades. Lúcia Watanabe (em 31/08), membro do grupo Sansey, ensina em vídeo alguns passos do Yosakoi Soran, estilo de dança criado na província de Hokkaido. No vídeo, Lúcia traz rotinas com movimentos que lembram pescadores e que podem ser praticados por todos em casa.

Para aqueles que gostam de atividades manuais, a programação traz alguns conteúdos para inspirar customizações. Para personalizar tecidos e camisetas, a artista Kiri Miyazaki conta a história do  Shibori, técnica de tingimento de tecidos produzida por meio de vários tipos de dobraduras e amarrações. Além de criar uma peça única e customizada, o Shibori é uma técnica japonesa bastante semelhante ao tie dye, em alta novamente. No vídeo, a artista conta sobre a técnica de tingimento da região de Arimatsu, cidade localizada na província de Aichi, no Japão.

Dando sequência às atividades artísticas, Naomi Uezu traz um passo a passo de como fazer uma lanterna de papel utilizando a técnica do Kirigami, arte tradicional japonesa que cria objetos e formas a partir do corte de papel dobrado. Os festivais de verão do Japão são marcados pela presença das lanternas de papel. O objeto pode ainda ser usado para iluminar um cômodo da casa, criando um ambiente aconchegante e trazendo um pouco da cultura nipônica para dentro do lar. Já Francinny Anzai ensina o Kusudama, origami modular que utiliza duas ou mais folhas de papel para criar formas a partir de encaixes, elaborando peças tridimensionais. A artista ensina em vídeo o passo a passo para a produção da estrutura básica dessa dobradura.

Foto: Divulgação

No quadro Conversas com o Educativo, que promove troca de conhecimentos e diálogo entre os participantes e os integrantes da equipe do Educativo da instituição, a próxima quinzena tem como tema “ A caminho da virtude no budō”, buscando falar sobre a ideia de “caminho” relacionado à filosofia e à prática das artes marciais japonesas a partir das concepções da exposição ‘’DŌ: A Caminho da Virtude’’, que esteve em cartaz no centro cultural em 2018. O ‘’Budô’’, que tem origem na tradição antiga do Bushidô (‘o caminho do guerreiro’) será discutido na conversa em que também serão abordadas algumas práticas que, em seus preceitos técnicos e de aprimoramento físico, possuem fortes raízes filosóficas e morais. Já no dia 1 de setembro, o tema será  “Tadashi Kawamata: Construção de um fazer artístico”, onde serão apresentadas  algumas obras do artista Tadashi Kawamata com o intuito de aproximar os participantes de seu fazer artístico. Serão discutidos seus procedimentos de trabalho, o uso dos materiais e os deslocamentos propostos por ele em alguns dos seus projetos.

A literatura segue representada pelo Clube de Leitura, que traz uma discussão informal com a participação do editor André Conti sobre a obra “O Homem Sem Talento”, de Yoshiharu Tsuge. O evento acontece virtualmente mediante a inscrição prévia, e conta com a curadoria de Natasha Barzaghi Geenen, diretora cultural da Japan House São Paulo e Paulo Werneck, editor da Quatro Cinco Um. E no quadro JHSP Indica, posts especiais com dicas de livros, filmes e músicas relacionados a cultura japonesa, os quais os colaboradores da Japan House São Paulo tem compartilhado neste momento.

Para os amantes da música, a Conversa JHSP desta quinzena acontece dia 03/09 entre Natasha Barzaghi Geenen e Fernanda Takai, vocalista da banda mineira Pato Fu. No bate-papo a cantora – que possui ascendência japonesa por parte de pai e portuguesa por parte de mãe – contará um pouco sobre sua relação com o Japão, as influências do país nipônico em seus trabalhos e como ela faz para manter os hábitos e costumes da cultura japonesa em sua vida, além de comentar sobre o cenário musical japonês.

A gastronomia nipônica não poderia ficar de fora da programação desse período com a 2ª edição da “Experiência JHSP Online: Um encontro com o Japão em casa”, desta vez ministrada pela Telma Shiraishi, chef do restaurante Aizomê. O evento traz uma imersão gastronômica na qual a chef ensina o passo a passo do chawanmushi (茶碗蒸し), uma preparação japonesa levíssima, muito tradicional e rica em sabores e texturas. A novidade é que nesta edição estarão disponíveis três modalidades de participação (pagas e gratuita), permitindo que mais pessoas possam fazer desta vivência no conforto de suas casas. O kit completo oferece os ingredientes para a receita, uma yunomi de cerâmica assinada pela artista Hideko Honma – embalada por um furoshiki de linho, especialmente escolhida para montagem do chawanmushi. Uma segunda possibilidade é o kit básico com todos os ingredientes para execução do prato e, por fim, a opção de acesso livre à live e a lista de ingredientes, para que os participantes possam providenciá-los e preparar seu próprio chawanmushi. É necessário realizar inscrições por meio do https://bit.ly/experienciaJHSP .

O Wasabi segue presente na programação. Para o terceiro e último vídeo da série, a chef e professora de cozinha Mari Hirata, ensina o preparo de duas receitas populares japonesas que tem como ingrediente base o wasabi. Ohitashi, uma salada com folhas e caules de wasabi cozidos e um refogado utilizando o caule desse vegetal. Seguindo as curiosidades da gastronomia nipônica, o #JHSPONLINE traz um texto sobre o termo Sampuru, que pode significar “amostra” ou “modelo”. No Japão, Sampuru é o nome dado às recriações de pratos e comidas feitas em plásticos e que são encontradas do lado de fora de restaurantes, anunciando o que aguarda o consumidor em seu interior.

Confira abaixo a programação completa entre 25/08 e 04/09:

25 de agosto, às 16h – Terça-feira

Conversa com o Educativo – “A caminho da virtude no budō”

A conversa acontece em torno do tema “A caminho da virtude no budō”, buscando abordar sobre a ideia de “caminho” relacionado à filosofia e à prática das artes marciais japonesas a partir das concepções da exposição ‘’DŌ: A Caminho da Virtude’’, que esteve em cartaz no centro cultural em 2018. O link para a participação será disponibilizado em nosso site e mídias sociais um dia antes do evento.

Arimatsu Shibori com Kiri Miyazaki

Shibori é o nome da técnica de tingimento manual de tecidos feita através de vários tipos de dobraduras e/ou amarrações. A artista Kiri Miyazaki contará sobre a técnica de Shibori da região de Arimatsu.

26 de agosto – Quarta-feira

Kirigami com Naomi Uezu

Naomi Uezu nos ensina a fazer uma lanterna de papel utilizando a técnica do Kirigami, arte tradicional japonesa que cria objetos e formas a partir do corte de papel dobrado.

Experiência JHSP: Um encontro com o Japão em casa – Chawanmushi

Experiência gastronômica sensorial guiada pela chef de cozinha Thelma Shiraishi, do Restaurante Aizomê, que ensinará um passo a passo do chawanmushi (茶碗蒸し),um prato muito presente na cultura nipônica.

Onde: Plataforma ZOOM

Inscrições: https://bit.ly/experienciaJHSP

Valores: R$ 150,00; R$ 50,00 ou gratuito

Vagas: limitadas somente para as modalidades pagas

27 de agosto – Quinta-feira

JHSP Indica

Edição da série de dicas elaboradas pelos colaboradores da Japan House São Paulo sobre filmes, livros, músicas e diversos aspectos da cultura japonesa, com uma breve explicação sobre suas indicações.

Clube de Leitura

O Homem Sem Talento, @ Yoshiharu Tsuge

O Clube de Leitura prevê a realização de encontros com a curadoria de Natasha B. Geenen, diretora cultural da JHSP e Paulo Werneck, editor da Quatro Cinco Um, e vai considerar livros traduzidos diretamente do japonês para o português para ampliar o acesso dos brasileiros a esse universo literário. A ideia é que os participantes tenham uma discussão informal com a mediação de Paulo Werneck, Natasha B. Geenen e um convidado especialista no assunto da vez.

Onde: Plataforma ZOOM

Inscrições:  https://forms.gle/XBcvjBk9o4VHWeFr9

28 de agosto – Sexta-feira

Wasabi com Mari Hirata

Para o terceiro e último vídeo da série, a chef e professora de cozinha, Mari Hirata, ensinará o preparo de duas receitas populares japonesas que tem como ingrediente base o wasabi. Ohitashi, uma salada com folhas e caules de wasabi cozidos e um refogando utilizando o caule desse vegetal.

31 de agosto – Segunda-feira

Yosakoi Soran com Lúcia Watanabe do Grupo Sansey

O Yosakoi Soran é um estilo de dança contemporânea criada na província de Hokkaido. As rotinas são feitas a partir de movimentos que lembram aqueles dos pescadores, e foi criada a partir do Yosakoi Kochi. Neste vídeo, Lúcia Watanabe, do Grupo Sansey, primeiro grupo estrangeiro de Yosakoi Soran a competir em um festival no Japão, ensina uma rotina de dança simples que poderá ser feita por todos em casa.

01 de setembro – Terça-feira

Sampuru

Proveniente do termo em inglês “sample”, que pode significar “amostra”, “modelo”, Sampuru é o nome dado às recriações de pratos e comidas feitas em plásticos e que são encontradas do lado de fora de restaurantes, anunciando o que aguarda o consumidor em seu interior. O texto explorará as curiosidades dessa prática, comum do Japão moderno.

Conversa com o Educativo, às 16h

Tadashi Kawamata: Construção de um fazer artístico

Nessa conversa, vamos apresentar algumas obras do artista Tadashi Kawamata com o intuito de aproximar os participantes de seu fazer artístico. Discutiremos seus procedimentos de trabalho, o uso dos materiais e os deslocamentos propostos por ele em alguns dos seus projetos. O link para a participação será disponibilizado em nosso site e mídias sociais um dia antes do evento.

02 de setembro – Quarta-feira

Kusudama com Francinny Anzai

O origami modular é uma categoria de dobradura que utiliza duas ou mais folhas de papel para criar formas a partir de encaixes, elaborando peças tridimensionais. Kusudama é um dos tipos mais populares e a especialista Francinny Anzai ensinará o passo a passo para a produção da estrutura básica.

03 de setembro – Quinta-feira, no Instagram

Conversas JHSP: Natasha Barzaghi Geenen (Diretora Cultural da JHSP) e Fernanda Takai

Nesta quinta Conversas JHSP, Natasha Barzaghi Geenen bate um papo com a cantora, compositora e cronista, Fernanda Takai. Vocalista da banda mineira Pato Fu há 27 anos, há 13 lançou-se numa carreira solo com repercussão nacional e internacional, inclusive se apresentando no Japão. Na ocasião, Fernanda – que tem ascendência japonesa por parte de pai e portuguesa por parte de mãe – conta um pouco sobre sua relação com o Japão, as influências do país nipônico em seus trabalhos, como ocorre a manutenção dos hábitos e costumes da cultura japonesa em sua vida, além de comentar sobre o cenário musical japonês.

04 de setembro – Sexta-feira

O pão japonês

Elaborado pela Japan House Londres, o artigo traz informações sobre a história e os tipos de pão mais comuns do arquipélago japonês. Conhecido como um elemento do chamado yoshoku – estilo de culinária com influência ocidental que se originou durante a Restauração Meiji – os pães são muito populares e suas receitas oferecem uma combinação de ingredientes tradicionais e locais e aqueles tipicamente ocidentais.