Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Instalação urbana leva arte para as ruas de Goiânia

Grupo de artistas assina exposição "Ninhos Urbanos", que traz cor e alegria para a Praça da T-23, no Setor Bueno
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

Qual é o poder da arte? Um estudo realizado na Universidade de Lesley, nos Estados Unidos, mostrou benefício da arteterapia em mudanças de comportamento em pacientes veteranos de guerra que sofriam de Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT). Outro trabalho, realizado na China, em Beijing, estudou 28 pacientes aposentados e como a produção de arte pode mudar o cérebro e concluiu que há um melhor padrão de resiliência em pacientes expostos à produção de arte visual, bem como uma maior conectividade e funcionamento da DMN (sigla em inglês), uma rede neuronal relacionada ao desempenho de tarefas externas e internas, bem como à ação de pensar no outro e refletir sobre si mesmo, de recordar o passado e de planejar o futuro.

Esses são apenas alguns dos vários estudos que apontam que sons, imagens, cores e formas podem contar histórias, estimular sentimentos, ressignificar momentos. Embora atualmente a prioridade seja a saúde e a subsistência das famílias, as artes plásticas podem trazer bem-estar, positividade e conexão. Foi pensando nesses benefícios que a Terral Incorporadora está desenvolvendo uma intervenção artística urbana em parceria com a Associação Goiana de Artes Visuais em Goiânia (AGAV) e um grupo de artistas goianos.

Intitulada como “Ninhos Urbanos”, trata-se de uma exposição coletiva de 66 casinhas de  passarinhos, cada um ao seu estilo e inspiração. O resultado foi um coletivo de cores e ideias que serão instaladas em um Flamboyant na Praça da T-23, no Setor Bueno. O lançamento, aberto ao público, está marcado para este sábado, 29 de maio, a partir das 8h. Durante toda manhã, haverá oficina de pintura para crianças, música ao vivo e apresentação de artistas circenses. Tudo ao ar livre e seguindo os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. Até o dia 5 de junho, a instalação ficará disponível para visitação.

Propósitos

O projeto nasceu do desejo da incorporadora de criar conexão com a vizinhança do lançamento imobiliário que está realizando na região. “A ideia era dar um presente artístico para a cidade, que evocasse bons sentimentos e que pudesse ser contemplada livremente por todos que ali passassem”, diz Marcelo Borges, diretor da Terral Incorporadora.  Mas ele acabou se revelando também como uma alternativa para se valorizar os artistas e trazer a arte de volta para perto das pessoas, uma vez que, há  mais de um ano, eventos culturais e artísticos foram suspensos no Brasil em razão da pandemia.

“Os meios digitais têm sido uma opção de os artistas continuarem a apresentar seus trabalhos. Mas faltam acesso e familiaridade de muitos com as mídias digitais, fatores que complicam a adaptação.  Sem falar que a internet não substitui, em sua totalidade, a percepção presencial das nuances de uma peça artística”, diz  o artista plástico e presidente da AGAV, Valdir Ferreira dos Santos.

Sob sua tutela, 100 artistas associados passaram por tempos difíceis e hoje um dos esforços da entidade é conseguir doações de cestas básicas para ajudar na subsistência daqueles que não conseguiram se adaptar. “A iniciativa é positiva e, esperamos, que seja exemplo para que outras empresas façam o mesmo. Raramente uma empresa patrocina espontaneamente a arte”, constatou.

Executado com toda cautela necessária que o período pandêmico exige, os artistas receberam o kit de pintura em seu domicílio. O recolhimento das peças foi feito também um a um, nas casas dos participantes.  Para ajudar os artistas na inclusão digital, a exposição também tem sua versão on-line, através de hotsite apresentando todas as peças e seus autores, você pode conferir acessando o blog Exposição Ninhos Urbanos.

A iniciativa, na visão da AGAV, também pode ajudar a formar novos apreciadores. “Muitos ainda evitam as galerias porque têm a ideia equivocada de que a arte é voltada para as elites enquanto, na realidade, ela é feita para todos nós”, diz o presidente da organização. Na pandemia, considera Valdir Ferreira, as artes plásticas têm o papel de amenizar o espírito amargurado da sociedade na atual conjuntura sanitária.

A inspiração de Manoel Santos para pintar sua casinha veio do Cerrado (divulgação)

Serviço:
Lançamento da Exposição Ninhos Urbanos
Quando:
Sábado, 29 de maio, a partir das 8h
Onde: Praça da T-23, Setor Bueno