Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Goiânia recebe 1º Festival Internacional de Solos em Goiás

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Letícia Sabatella abre o festival no dia 8 de fevereiro com o musical Ternas Experimentações (Foto: Divulgação)

Entre os dias 08 e 18 de fevereiro Goiânia recebe, no Teatro SESC Centro, o 1º Festival Internacional de Solos em Goiás. O evento foi concebido pelo ator Bruno Peixoto, do Teatro GTI, e conta com uma agenda de 12 espetáculos, sendo 3 internacionais (México, Colômbia e Argentina), 5 nacionais (RJ, DF, SP e SC) e 4 goianos, uma programação que conta com artistas como Letícia Sabatella, Guido Campos Correa, Andrea Padilha, Victor Ávalos, José Regino, Angélica Nieto, e com espetáculos e shows que vão do drama à comédia, passando pelo teatro para bebês e pelo teatro ritual, e chegando até a dança contemporânea, o FISGO tece uma trama de ricos fios do universo cênico contemporâneo.
O Festival Internacional de Solos em Goiás transforma Goiânia, durante seus 10 dias, em um oásis para artistas que desenvolvem trabalhos de maneira solo, criando ambiência para o debate, para a apreciação, para o aprendizado de novas técnicas, de trabalhos que pensam na cena sendo preenchida por um único intérprete ou performer. Provocar a interação e o diálogo entre artistas locais, nacionais e internacionais, garantir formação de público e de artistas, amparados na apreciação e na participação em oficinas e aulas, são parte desta empreitada.
O FISGO é também um projeto que pretende se tornar perene na agenda cultural do Estado, contemplando principalmente os primeiros meses do ano, que, para a produção cultural são meses de pouca circulação de conteúdo.
O Festival homenageia o produtor e diretor teatral Júlio Adrião e traz em sua agenda o preciosismo e o esmero de trabalhos e de artistas que optaram por desenvolver uma obra de forma individual, e que para isso tiveram que quebrar preconceitos e paradigmas. Trata-se de colocar em cena o que há de mais visceral na representação de um ator: sua solitária busca pela empatia do público.
Segundo o coordenador geral do FISGO, o ator Bruno Peixoto, existe uma marginalização do formato solo ou do monólogo: “Os espetáculos solo sofrem certo preconceito, principalmente por um senso comum, de que a presença de um único intérprete torna a obra entediante. Normalmente isso ocorre porque a pessoa tem algum tipo de experiência que não foi satisfatória, já que esse tipo de trabalho realmente precisa ser feito com muita dedicação e muita força, pra poder encantar e seduzir o público”, explica.
Confira a programação completa do evento através do portal do SESC.

 João Adrião, homenageado do festival, no solo narrativo A Descoberta das Américas (Foto: Divulgação)

Anote!
1º FISGO – Festival Internacional de Solos em Goiás
Datas: 8 a 18 de fevereiro de 2017
Local: Teatro SESC Centro (Rua 15 c/ Rua 19, Centro)
Ingressos regulares: R$ 7,00 comerciários e dependentes / R$ 20,00 inteira / R$ 10,00 meia-entrada / R$ 7,00 conveniados com carteira do SESC
Ingressos para o espetáculo Ternas Experimentações: R$ 70,00 inteira / R$ 35,00 meia / R$ 30,00 comerciários.
Venda: Bilheteria do Teatro SESC Centro ou pela Bilheteria Digital
Mais informações: (62) 3933-1700