Espetáculo Cara-de-bronze estreia no Teatro Sesi

<p style="text-align: justify;">O diretor Marcos Fayad volta aos palcos ap&oacute;s tr&ecirc;s anos afastado para apresentar sua mais nova adapta&ccedil;&atilde;o, Cara-de-bronze. Baseado no conto de Guimar&atilde;es Rosa, publicado h&aacute; 60 anos atr&aacute;s, no livro Corpo de Baile, a hist&oacute;ria se passa em um dia qualquer dentro de um curral de ajunta de bois. Dez vaqueiros conversam sobre o tal Cara-de-Bronze, dono da fazenda, que &eacute; um homem poderoso e s&aacute;bio como Deus, escuro e feio como o diabo.</p>
<p style="text-align: justify;">O violeiro Roberto Corr&ecirc;a embala a pe&ccedil;a com sua m&uacute;sica. &ldquo;&Eacute; uma obra que inspira,&nbsp;&nbsp;desperta e transforma os que entram em contato com a beleza, o tema e a linguagem de Guimar&atilde;es Rosa&rdquo;, afirma o diretor.&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p>
<p style="text-align: justify;">O linguajar caracter&iacute;stico do autor e o sert&atilde;o po&eacute;tico e violento fizeram parte da intensa pesquisa e prepara&ccedil;&atilde;o de seis meses at&eacute; que estivesse tudo pronto para que a pe&ccedil;a ganhasse o palco.</p>
<p style="text-align: justify;">O p&uacute;blico poder&aacute; conferir toda dedica&ccedil;&atilde;o exclusiva de diretor e atores a partir do dia 09 de junho, no Teatro SESI, &agrave;s 21 horas, onde ficar&aacute; em cartaz at&eacute; o dia 11. Programe-se!</p>
<p><img style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="https://revistazelo.com.br/public/backend/midias/tinymce/Cultura/3188.jpg" alt="(Foto: Coralia Elias)" width="800" /></p>
<p style="text-align: justify;"><strong>Anote!<br /></strong><strong>Cara-de-bronze<br /></strong><strong>Dia:</strong> 9 a 11 de junho (quinta a s&aacute;bado)<br /><strong>Hor&aacute;rio:</strong> 21 horas<br /><strong>Local:</strong> Teatro Sesi (Av. Jo&atilde;o Leite, n&ordm; 1.013, Setor Santa Genoveva. Telefone: 3269-0800)<br /><strong>Ingressos:</strong> R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Estudantes, idosos acima de 60 anos e industri&aacute;rios mediante comprova&ccedil;&atilde;o pagam meia entrada.</p>

Deixe um comentário


Confira também