Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Artista plástica goiana Eloisa Lobo lança exposição individual em São Paulo

Mostra retrata o espetáculo da vida a partir da leveza do ballet, do movimento suave das bailarinas e do caráter lúdico do universo circense
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Artista plástica goiana Eloisa Lobo

A sutileza da vida com seus encantos, sustos, quedas e o olhar sensível para além do espetáculo, mas para a realidade que pulsa diante do público e também atrás das cortinas. É a partir desse paralelo entre o cotidiano e o universo circense que nasce a exposição ELA e ELA, mostra individual assinada pela artista goiana Eloisa Lobo, em São Paulo, e inaugurada na próxima sexta-feira, 17/12. Sediada no Espaço Latão Arte, na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, conhecido reduto da decoração na capital paulista, a mostra traz cerca de 20 obras em pintura, desenho e esculturas, além de joias de parede, que remontam o espetáculo da vida sob o imaginário incansavelmente minucioso da artista.

“O coração da mostra está nos saltos das bailarinas desenhados, que são reflexões sobre fantasia e realidade. Os traços são tremidos, as mãos e os pés são longilíneos, remetem a garras, ao alcançar de um objetivo, lugar, motivo implícito. É uma alusão aos movimentos da vida, ao efeito da passagem do tempo sobre a realidade”, conjectura a artista.  A fusão sutil e singela do encantamento e do grotesco, elementos fundamentais do mundo do circo, se traduzem nas criações de Eloisa Lobo a partir dos seus traços únicos, livres de amarras e de qualquer estética pré-estabelecida. “O processo para chegar a esses traços foi longo, levou uma vida, um caminho de lapidação do qual eu muito me orgulho”, afirma.

A aposta nas esculturas é uma nova jornada artística na qual Lobo mergulha. A exposição traz duas obras em escultura, com um metro e setenta e um metro e noventa centímetros, respectivamente, ambas produzidas em latão e banhadas a ouro. Elas se aliam aos traços marcantes das telas, com tintas frescas e cores foscas, que remontam a poesia crua da vida, que recebe as pinceladas de emoção das mãos da artista. “O mais incrível do circo são os intervalos, as vidas, a realidade. Combinação de atrocidades com o belo, transcrição de espetáculo com críticas. Em um passe de mágica, aquilo que é tão duro se torna encantador”, e da mesma forma as obras são apresentadas de dentro para fora, incitando o encantamento do público ou dos seus hóspedes cativos, como os chama. “Quem assiste ao espetáculo se junta a ele, e parte para um mundo de magia, fascínio e arrepios”, comenta sobre a atmosfera sensorial que envolve a exposição.

Processo criativo

Para Eloisa Lobo, a inspiração está intrinsecamente ligada à vivência. Assim, o seu processo criativo é baseado no sentir, mas um sentir preciso, meticuloso, certeiro. Para a concepção da mostra, ela explica que tem sido uma jornada introspectiva e irracional no mundo dos espetáculos. Ela conta ainda que mantém o hábito de criar ouvindo música e que as canções circenses fizeram parte, tanto do seu processo de concepção das obras que integram a mostra, como também estão inseridas no resultado final. E, assim, a sensibilidade artística de Eloisa Lobo dá vazão aos movimentos que dão vida a todos nós no picadeiro do mundo real. “Desde sempre conto fábulas em minhas obras, retratando cenas e seus bastidores. Vivo nos bastidores dos palcos percorrendo estudos diários, intermitentes. Assim, consegui ver o verdadeiro espetáculo da vida”, arremata a artista.

Serviço: Exposição ELA e ELA por Eloisa Lobo
Onde: Espaço Latão Arte – Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1424 – Jardim América – São Paulo
Quando: 17/12/2021 até 31/01/2022
Horário de funcionamento:
Segunda a sexta-feira, das 10h às 18h
Sábado, das 10h às 14h
Entrada franca