Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

7 obras cinematográficas para você matar a saudade das Olimpíadas de Tóquio

Reunimos alguns filmes, séries e documentários para você que já está ansioso para a chegada dos Jogos Olímpicos de 2024
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Jéssica Gonçalves

Cena do filme Skater Girl (Foto: Divulgação/Netflix)

Surgido na Grécia, o nome “Olimpíada” foi dado em homenagem a cidade de Olímpia. Os Jogos Olímpicos são uma competição que reúne diferentes modalidades e acontecem a cada quatro anos. Sendo a maior celebração esportiva do mundo, contou com 46 modalidades nesta última edição.

As Olimpíadas de Tóquio deveriam ter acontecido em 2020, porém, devido à pandemia da Covid-19, foram adiadas para 2021. As práticas esportivas caíram no gosto popular e mesmo aqueles que não acompanham assiduamente competições, acabaram tirando um tempinho para assistir algumas delas durante os Jogos.

O evento, que acabou no último domingo (8), deixou muita gente com saudade. Se você também está, reunimos algumas sugestões de histórias de dedicação e superação retratadas em obras cinematográficas para você maratonar no fim de semana. Confira:

1. I am Bolt – Telecine

O documentário acompanha os treinos que o medalhista de ouro olímpico Usain Bolt fazia para se preparar para as competições, além de alguns momentos pessoais. Essa perspectiva possibilita que o expectador tenha acesso à um lado mais íntimo do atleta jamaicano que é considerado o homem mais veloz do mundo, após obter o recorde mundial no Campeonato Mundial de Atletismo de Berlim, em 2009 (9s58).

Ano: 2016
Duração: 108 minutos
Direção: Gabe Turner

2. Ícaro – Netflix

Lance Armstrong foi considerado o maior ciclista de todos os tempos pelas sete vitórias que obteve no Tour de France, mas perdeu todas após confessar o uso de substâncias proibidas. Foi então que Bryan Fogel, ciclista e cineasta amador, decidiu produzir um documentário mostrando a facilidade que existe para atletas obterem e utilizarem essas substâncias na Rússia. Essa produção mostra ainda como era fácil escapar dos exames antidoping e o desenvolvimento da investigação que tirou todos os atletas russos de atletismo das Olimpíadas de 2016.

Ano: 2017
Duração: 110 minutos
Direção: Bryan Fogel

3. Enfrentando a Barra – Netflix

Aos 16 anos, Kelly Johnson deixa para trás a elite da ginástica ao se mudar para a Austrália. Mas acaba se inscrevendo em uma competição para ajudar a amiga que fez no novo país. Nesse filme, que trata da ginástica olímpica, é possível comtemplar a beleza desse esporte e os desafios de superação enfrentados pela atleta.

Ano: 2016
Duração: 93 minutos
Direção: Clay Glen

4. Uma Skatista Radical – Netflix

Algumas traduções de títulos podem enganar quem procura um filme aleatoriamente. É o que acontece com Skater Girl (título original). O filme conta a história de Prerna (Rachel Saanchita Gupta), uma adolescente skatista indiana que mora na região do Rajastão. Ela sonha em estudar e ter oportunidades, porém, por ter nascido em uma das regiões mais pobres do mundo e com práticas culturais muito conservadoras, a jovem enfrenta inúmeros desafios.

Ano: 2021
Duração: 109 minutos
Direção: Manjari Makijany

5. Eu, Tonya – Now online

É um filme inspirado na história da patinadora de gelo Tonya Harding. A atleta foi a primeira mulher americana a realizar o salto triplo Axel em competições, mas ficou realmente conhecida após seu marido, Jeff Gillooly, ter planejado um ataque a uma de suas concorrentes, Nancy Kerrigan. O que de fato não se sabe até hoje é se Tonya realmente sabia das intenções de seu marido. Mas a trama não se resume a esses acontecimentos, o filme retrata ainda como o esporte entrou em sua vida, o convívio que tinha com sua mãe e a derrocada de sua carreira.

Ano: 2021
Duração: 109 minutos
Direção: Craig Gillespie

6. Doutor Castor – Globoplay

A série documental conta a história do maior bicheiro do país, Castor de Andrade. Conhecido por ser o mandante de crimes cruéis no Rio de Janeiro, ele usou duas paixões brasileiras para legitimar sua imagem: o futebol e o carnaval. Castor foi o principal responsável por times notórios como o Bangu. No carnaval, fez mudanças que subiram de patamar a Mocidade Independente de Padre Miguel, que se tornou uma das grandes escolas do Rio. Divida em 4 episódios, a série conta com jogadores de futebol, sambistas, jornalistas e historiadores para entender como foi construído um império patrocinado pelo samba, futebol e pela violência.

Ano: 2021
Duração: 40-60 minutos por episódio
Direção: Marco Antônio Araújo

7. Arremesso Final – Netflix

A série documental dividida em 10 episódios tem como personagem principal o maior atleta de todos os tempos em sua categoria, Michael Jordan. The Last Dance (título original) concentra-se no último ato do astro que liderou o time Chicago Bulls na temporada 1997-98, culminando na conquista do hexacampeonato do jogador. A série é desenvolvida a partir do ponto de vista de Jordan e conta com momentos do início e fim de sua carreira, mostrando ainda todo o cotidiano de seu time.

Ano: 2020
Duração: 49-52 minutos por episódio
Direção: Jason Hehir