Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

3ª Rodada de Estudos Audiovisuais oferece sessões virtuais gratuitas de cinema com acessibilidade

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Ministrante: Documentarista carioca Emílio Domingos Foto: Divulgação

3ª REAURodada de Estudos Audiovisuais exibe, aos sábados (até 12 de setembro), a mostra REAU Acessível, com tradução em libras, audiodescrição e/ou legendas para surdos e ensurdecidos, em obras realizadas pelos ministrantes de alguns dos cinco cursos da rodada. As próximas sessões serão com os filmes Deixa na régua (Emílio Domingos, 2016, 73 min – em 29 de agosto); Casa (Letícia Simões, 2019, 94 min – em 5 de setembro); e Angeli 24 horas (Beth Formaggini, 2007, 25 min – em 12 de setembro). Os interessados podem, até a data da sessão, solicitar os links dos filmes pelo site: www.cinemareau.com/mostra-reau-acessvel

“A REAU Acessível busca aproximar o cinema brasileiro de não-ficção de comunidades que possuem formas diferentes de apreender imagens e sons, incentivando, assim, a ampliação do intercâmbio com a comunidade goiana e fortalecendo a democratização do audiovisual nem sempre disponível em salas comerciais”, afirma a coordenadora de conteúdo da 3ª REAU, Uliana Duarte. O projeto é realizado pela produtora goiana nonanuvem filmes, com apresentação do Fundo de Arte e Cultura da Secretaria de Estado de Cultura de Goiás.

Programação – No dia 29 de agosto, com tradução em libras, estará disponível o documentário Deixa na régua (direção de Emílio Domingos, 2016, 73 min). O filme revela os salões de barbeiro das favelas e dos subúrbios como os lugares onde a nova estética da periferia nasce e se expande. Ponto de encontro dos jovens, os “barbeiros” se tornaram espaços de troca dessa juventude. Deixa na Régua entra nesse universo e, entre cortes, giletes e tesouradas, mostra o que se passa na cabeça dos barbeiros e de seus clientes. 

Em 5 de setembro, o documentário Casa (direção de Letícia Simões, 2019, 94 min) estará disponível com tradução em libras, audiodescrição e legendas para surdos e ensurdecidos (LSE). Com grande enfoque na relação da diretora com sua mãe e avó, o filme conta com inúmeras imagens de arquivo da família e cenas que refletem a realidade de muitas pessoas que convivem com diferentes pensamentos e percepções de vida. 

Angeli 24 horas (direção de Beth Formaggini, 2007, 25 min), filme sobre o cartunista Angeli e as transformações em sua obra, poderá ser conferido no dia 12 de setembro, com audiodescrição. O documentário é centrado na obsessão de Angeli pelo trabalho e na crise entre ser um artista da cultura pop, produzindo diariamente novas charges e tirinhas para várias mídias, e ao mesmo tempo exigindo de si mesmo radicalidade e capacidade de se renovar, sempre botando o dedo na ferida.

Módulos – Os cursos oferecidos nesta terceira rodada são O roteiro no documentário, com a diretora e roteirista baiana Letícia Simões; A prática no documentário – o processo de filmagem da trilogia do corpo, com o documentarista carioca Emílio Domingos; Narrativas de si no cinema – o olhar prismático da memória, com a pesquisadora Carla Milani Damião (inscrições até 30 de agosto); A imagem em regime adversativo, com o cineasta pernambucano Marcelo Pedroso (inscrições até 06 de setembro); e As linguagens do documentário, com a realizadora carioca Beth Formaggini (inscrições até 13 de setembro). As inscrições ainda abertas são gratuitas e podem ser feitas no site https://www.cinemareau.com/ . Cada curso tem carga horária de 20 horas-aula, com emissão de certificados, e 50 vagas em cada módulo, entre estudantes e profissionais de comunicação, cinema e audiovisual, além de demais interessados.

Serviço:

3ª REAU – Rodada de Estudos Audiovisuais

REAU Acessível (solicitar link em www.cinemareau.com/mostra-reau-acessvel )

29 de agosto: Deixa na régua, doc. de Emílio Domingos, 2016, 73 min. Tradução em libras

05 de setembro: Casa, doc. de Letícia Simões, 2019, 94 min. Tradução em libras, audiodescrição e legendas para surdos e ensurdecidos (LSE)

12 de setembro: Angeli 24 horas, doc. de Beth Formaggini, 2007, 25 min. Audiodescrição