Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Porsche Cup C6 Bank Mastercard inaugura temporada 2022 em Goiânia

Paulo Totaro será ausência, ainda se recuperando de acidente na pré-temporada; Marçal Müller e Marcio Mauro representarão a equipe.
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O maior evento monomarca de Gran Turismo da América Latina abre sua 18ª temporada neste fim de semana em Goiânia. A primeira etapa da Porsche Cup C6 Bank Mastercard vem cheia de novidades, começando pela venda de ingressos de arquibancadas com direito a visitação de box e operação das áreas de hospitalidade.

Na pista, a grande coqueluche é a estreia dos novíssimos Porsche 911 GT3 Cup da geração 992, modelo que está entre os mais modernos e velozes carros de competição do mundo.

Tanto a Carrera Cup quanto a Sprint Challenge -nova nomenclatura da antiga classe GT3 Cup, adotada em alinhamento com a política global da Porsche- estão com os grids cheios, o que gera expectativa de muita disputa desde a sessão classificatória de sexta-feira.

Como nos últimos anos, a temporada da Porsche Cup C6 Bank Mastercard terá nove etapas, sendo seis válidas pelo campeonato de Sprint (com rodadas duplas) e três pela Endurance Series (com os pilotos competindo em duplas ou trios, provas de 300 km a 500 km).

Tanto a Carrera Cup quanto a Sprint Challenge continuam tendo subcampeonatos. Além do campeonato geral, os pilotos pontuam na classe Sport ou na classe Rookie. Aqui há uma novidade: diferentemente dos anos anteriores, os competidores da classe Rookie (antiga Trophy) não marcam pontos na classe Sport.

O sistema de pontos segue igual ao dos últimos anos, com a vitória valendo 22 pontos nas corridas de grid definido pelo quali e 20 nas provas de grid invertido nas classes Carrera Cup e Sprint Challenge. Já os subcampeonatos distribuem menos pontos, com a vitória valendo respectivamente 12 ou 10.

O mecanismo de inversão de grid nas primeiras quatro etapas segue o consagrado nas últimas temporadas. Após a cerimônia de pódio na primeira prova do fim de semana, o vencedor sorteia o número 6, 7 ou 8, determinando a respectiva virada do grid para a prova seguinte. Nas duas últimas etapas não há inversão de grid: acontecem dois treinos classificatórios e cada corrida do fim de semana rende ao vencedor a pontuação cheia (22 ou 12 pontos, conforme a classe).

O descarte dos dois piores resultados de cada carro após o término do campeonato segue valendo -como forma de não prejudicar um competidor que seja obrigado a faltar a uma corrida, risco sempre presente em um cenário pós-pandêmico.

No aspecto técnico o ano de 2022 vai possibilitar mais uma variável nos setups dos carros de corrida mais produzidos no planeta. A partir desse ano, além da rigidez das barras e das alturas das asas, os pilotos estão livres para determinar a calibragem dos pneus Michelin de seus carros.

A Porsche Cup C6 Bank Mastercard tem suas corridas exibidas na TV por Band e Sportv e, na internet, pelos canais oficiais da categoria e de seus parceiros de mídia. As atividades oficiais da etapa 1 têm início na tarde de sexta, com os treinos livres. O sábado é consagrado ao quali e às primeiras corridas (a partir das 13h). O domingo tem as provas do grid invertido (iniciando às 13h15).

Porsche Cup C6 Bank Mastercard – Etapa 1 – Goiânia

Sexta-feira, 1º de abril

15:25 – 16:10 – Treino livre 1 – Carrera Cup

16:20 – 17:05 – Treino livre 1 – Sprint Challenge

Sábado, 2 de abril

09:30 – 09:45 – Quali Q1 – Carrera Cup

09:55 – 10:05 – Quali Top10 – Carrera Cup

10:15 – 10:30 – Quali Q1 – Sprint Challenge

10:40 – 10:50 – Quali Top10 – Sprint Challenge

13:00 – 13:05 – Formação de grid – Corrida 1 – Carrera Cup

13:40 – 13:45 – Formação de grid – Corrida 1 – Sprint Challenge

Domingo, 3 de abril

13:25 – 13:30 – Formação de grid – Corrida 2 – Carrera Cup

14:05 – 14:10 – Formação de grid – Corrida 2 – Sprint Challenge