Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Sutileza e funcionalidade

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Ana Maria Miller participou da mostra pela 14º vez

A arquiteta Ana Maria Miller teve um grande desafio na sua 14ª participação na Casa Cor Goiás: projetar um espaço para receber o bar nova-iorquino Moony: Food, Drinks & Style, sem perder a brasilidade, e para exibir os empreendimentos da EBM Desenvolvimento Imobiliário. O ambiente, com nome de Drink Time, se abre para a praça central da mostra como uma varanda, como um convite para o visitante se sentar e ouvir uma boa música.

Para a arquiteta, funcionalidade é a palavra de ordem. “Quando eu faço Casa Cor, penso que alguém irá usar aquele espaço (Drink Time, neste caso) e levar a inspiração para a sua casa”, explica. 

Para deixar o ambiente aconchegante, Ana colocou um jardim vertical de samambaias ao fundo e, no piso, apostou num porcelanato com textura nervurada imitando madeira. O teto, mais baixo que o convencional, traz sensação de acolhimento. Um pórtico em madeira reveste a viga original da casa e cria uma passagem entre a parte mais exposta do bar e o local com mesas mais reservadas.

As pedras embaixo da bancada são na verdade revestimento cimentício. A arquiteta inova ao criar o tampo em dekton. Trata-se de um lançamento no mercado de pedras industrializadas, com uma textura aveludada. Para deixar o clima ainda mais confortável, Ana Maria trabalhou a iluminação apenas em pontos estratégicos, valorizando móveis, objetos e revestimentos.

O projeto, que buscou ser confortável, contemplou o bar Moony e o espaço da EBM