Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Studio do bebê é estreia de Rubya Zottele e Rhayssa Guerra na Casa Cor Goiás

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Em destaque na parede do 'Studio do Bebê', pintura da artista plástica Nicolle Belchior (Foto: Jolmar Bragança)

Pela primeira vez na Casa Cor Goiás, maior mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, as arquitetas Rhayssa Guerra e Rubya Zottele estreiam com o Studio do Bebê, espaço de 27 metros quadrados pensado por uma perspectiva funcional e delicada.

O ambiente das arquitetas foi elaborado para ser duradouro e acompanhar o crescimento da criança. Dessa forma, elas conceberam um espaço versátil e que tem a possibilidade de amadurecer junto da criança, permitindo a substituição do berço por uma cama e transformando o Studio em um quarto de menina.

Contemporâneo e com linhas simples, o espaço abriga três cores fundamentais: o rosa millennial, cinza e branco. “O rosa é o novo queridinho na decoração de interiores. Ele revela delicadeza, suavidade, tranquilidade, enquanto o cinza, outra cor do momento, interage muito bem com tudo”, explica Rubya.

Os três matizes ainda foram associados ao tom claro do piso de madeira e aos detalhes em preto da pintura na parede, realizada pela artista plástica Nicolle Belchior. O verde das plantas é outro elemento explorado pelas arquitetas, que escolheram pequenos vasos para serem dispostos pelo chão, criando um jardim indoor no espaço, além da cascata vegetal acima do guarda-roupas. “As cores complementares, verde e o rosa, aparecem da melhor forma possível, contribuindo para o visual ousado e delicado do espaço”, conta Rhayssa.

O cobre é outro material explorado pelas profissionais. De forma ousada, mas sutil, ele aparece na estrutura que sustenta o berço e a cômoda, nos puxadores e no suporte da luz, criando um efeito indireto e confortável para o bebê. O mobiliário tem assinatura de peso. O berço, o sofá que se transforma em cama e a poltrona são assinados pela Ameise Design; o conjunto de mesas laterais é de Alê Alvarenga, enquanto a cadeira Trotter, é de Rogier Martens.

O efeito lúdico do ambiente também não poderia faltar. A escolha das bonecas, novidade no mercado, dão graça e charme ao espaço. O pássaro, em forma de abajur, que pousa no arco de cobre, ilumina e estabelece o efeito moderno e divertido. Além desses elementos, o crochê, a pele de carneiro e asas de anjo emolduradas brincam e transmitem a ideia planejada pelas arquitetas de tranquilidade e aconchego com pegada atual.

As arquitetas Rubya Zottele e Rhayssa Guerra (Foto: Fábio Lima)