Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Íntimo e usual

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Andreia Carneiro

Esqueça aquela ideia de que o lavabo é um local de pouca permanência. Em sua primeira participação solo, a missão da designer de interiores Andreia Carneiro na Casa Cor 2015 foi justamente de quebrar esse paradigma com o seu Lavabo do Café. “Acima de tudo, é um projeto usual, que pode ser feito em casa”, afirma ela, que buscou inspiração nos anos 80. O espaço brinca com uma mistura de elementos e referências, mas de forma aconchegante.

“A ideia era aproximar as pessoas, despertar a vontade de ficar no lavabo”, explica. Um dos destaques do ambiente é o painel cerâmico em Cobogó, da Provence Acabamentos, um elemento vazado que remete muito ao estilo oitentista. Ainda nessa linha, a estampa de cashmere do papel de parede da Summerflex chama atenção. No piso, porcelanato amadeirado contrasta com espelhos de estilos diferentes sobre a bancada.

A profissional dividiu o espaço em dois: uso sanitário e área de estar. Na bancada de mármore, da Gruta Mármores e Granitos, Andreia optou por não inserir área seca. Desenvolvida especialmente para o espaço, assim como a divisória de madeira freijó, da Dequalitá, a bancada se confunde com uma mesa. O rodapé em poliestireno compõe texturas rústicas, que imitam materiais naturais e harmonizam com os tons de bege do ambiente.

Com destaque para a luz de LED, que acompanha a bancada, todo o projeto luminotécnico, executado pela Studio Luz, é cênico. Outros pontos de luz e intimismo foram criados por meio do uso de paisagismo. “O grande chamariz é o conjunto.”

Designer de interiores Andreia Carneiro, em sua primeira participação na Casa Cor, destaca o conjunto como chamariz no projeto Lavabo do Café