Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Consultório real

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

(Foto: Ângela Motta)

O arquiteto William Hanna teve em suas mãos o desafio de elaborar um ambiente que agregasse conforto e funcionalidade com um propósito bastante específico: criar um espaço possível, mas sem perder o toque conceitual. O Consultório Médico projetado por ele em homenagem ao cirurgião plástico Urias Carrijo mescla estilo clássico e elementos contemporâneos com parcimônia. “Eu quis propor um ambiente real, que poderia perfeitamente funcionar”, garante.

Hanna dividiu os 33 metros quadrados do ambiente entre recepção, copa, lavabo, estar e, finalmente, a sala de atendimento. Garante que a intenção foi ‘espacializar’ o lugar para justamente atender a todas essas necessidades usuais. “É um ambiente que prima pelo aconchego e por receber bem as pessoas”, enfatiza ele, que também não abriu mão de glamour e sofisticação no projeto.

Para fugir da atmosfera fria que um consultório pode ter, apostou no uso da madeira e uma paleta de cores mais ampla. Tons de branco e cinza ganharam a companhia do vermelho vivo, na estampa do tapete do estae, e dos tons de dourado nos móveis e nos pendentes de cristal na cor champanhe. “Trabalhei com iluminação pontuada. No espelho, por exemplo, onde os pacientes seriam avaliados, a luz é evidenciada”, explica.

A rigidez de um consultório é quebrada no ambiente por meio de boas ideias de decoração aplicadas em uma base neutra. (Foto: Geovanna Cristina)

O mobiliário destaca peças clássicas e imponentes, mas a interferência de elementos tecnológicos é o grande diferencial do espaço. A mesa do consultório, por exemplo, é em Dekton, uma pedra industrializada que leva o título de superfície mais compacta do mundo. “Além da estética, o ambiente precisa ter um aroma, uma atmosfera, elementos que agreguem valor e agucem os sentidos”, arremata o profissional.