Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Composição de espelhos opostos dá amplitude a espaço elaborado pela arquiteta Cláudia Oliveira

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

(Foto: Eliane de Castro)

A sala de estar, espaço assinado pela arquiteta Cláudia Oliveira para a Mostra Época Esperanzza 2017, teve como base a busca pelo equilíbrio e simetria.

Tons neutros, madeira e espelhos são predominantes na composição. Desenhado para o espaço Líder, o ambiente inspira momentos de aconchego e sofisticação.

Chama a atenção do visitante o jogo de reflexos opostos criado a partir da combinação de espelhos. De um lado, um veneziano sobre o buffet Inca em laca Duna metalizada fosca, e de outro, o painel assinado pela própria arquiteta e executado pela D+ Móveis, composto de espelhos sobrepostos com filetes em MDF Toronto.

Para quebrar a neutralidade predominante na sala, Cláudia Oliveira apostou nas gravuras da artista plástica Rita Lessa, da Época Galeria, trazendo um toque moderno e cores fortes como vermelho e laranja.

Em meio aos detalhes do projeto, chamam a atenção a pintura em carvalho estanho nos braços das poltronas Work giratórias e a mesa de centro oval Stile, em laca preta fosca, ladeada por carretéis em laca henna que fazem as vezes de pequenas mesinhas de apoio. “Optei por peças versáteis, com diferentes opções de uso”, revela Cláudia Oliveira.

O ar intimista é reforçado pelo projeto luminotécnico, tendo como ponto central o pendente Cine da Bertolucci, fornecido pela Iluminatto – assim como o abajur e a coluna Abaeté com cúpulas em seda. Destaque ainda para o vaso da Ubá, e os charmosos objetos de decoração da M. Metais e Adorno.

(Foto: Elpídio Fiorda)