Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

“Casa Cubo”: conceito chama atenção por versatilidade e traços retos

Arquiteto Leandro Rhiaff revela dicas para quem deseja morar em uma residência como essa
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Casa de Percy em Verdades Secretas 2 (Reprodução/Globoplay)

O conceito de “Casa Cubo” é uma grande tendência da arquitetura moderna. É possível perceber a utilização desse estilo de residência em novos condomínios de luxo e até em obras da ficção. Na segunda temporada da série “Verdades Secretas” (Globoplay), o personagem Percy, interpretado por Gabriel Braga Nunes, chamou atenção do público por morar em uma mansão com esse tipo de design.

O arquiteto carioca Leandro Rhiaff afirma que no caso da mansão do personagem Percy, pelas formas, a casa pode ser considerada como uma representante dessa nova tendência de formas mais quadradas. “Residências que conjugam formas retangulares, sejam num bloco único ou em vários blocos, seguem esse estilo. A casa do personagem, inclusive, é de fachada contemporânea e pode, sim, ser chamada de casa cubo.”

Com traços predominante retos, com formas quadradas e ângulos de 90°, as residências, em formas de cubos, podem causar estranheza no início por uma falta de costume das pessoas com esse conceito. “Ela difere mais na forma externa, na percepção que se tem de uma casa. O telhado costuma ser invertido, ou seja, escondido atrás de platibandas e com escoamento para o centro da casa. Os ambientes quadrados ou retangulares viram peças de um quebra cabeça e as circulações, corredores e escadas nascem das intercessões”, esclarece Leandro.

Versatilidade

Para quem está interessado nesse tipo de casa é necessário esclarecer algumas dúvidas antes de iniciar um projeto. Leandro conta, por exemplo, que esses projetos costumam ser muito versáteis, principalmente, nos materiais usados na construção. “A materialidade não influencia na classificação do projeto. Podemos ter casas cubo de madeira, aço, concreto armado, alvenaria tradicional e até em contêineres.”

Essas mansões podem ter apenas um andar, algo que vem de uma tradição de grandes arquitetos do século XX. “Existem importantes projetos desse tipo com apenas um pavimento. Grandes arquitetos modernistas há muitos anos projetaram ‘casas cubo’ como uma proposta de simplificação da arquitetura na sua forma. Mies Van Der Rohe e Le Corbusier foram alguns deles, por exemplo.”

Conforto térmico

Nas redes sociais têm surgido muitas dúvidas sobre as “Casas Cubo”. Uma questão muito debatida é se por não terem um telhado tradicional essas mansões poderiam ser mais quentes no verão. Leandro revela que isto depende muito da forma que o arquiteto irá projetar o ambiente interno. “Ela não é necessariamente quente por causa da forma. Pode e deve ter conforto acústico e térmico planejados desde o projeto, com ventilação cruzada e elementos de controle da incidência de luz solar”, destaca.

Área de lazer

Os ambientes de lazer como piscinas devem seguir o mesmo conceito de algo quadrado para não fugir da ideia de cubo das casas, Leandro destaca a importância seguir linhas bem definidas. “Seguir com as linhas retas na piscina e nas áreas de lazer, bem como na paginação de pisos e planejamento de paisagismo é uma tendência que agregará a proposta da casa.”