Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

5 dicas para cuidar do seu tapete

By Kamy mostra quais hábitos podem acabar reduzindo a vida útil das suas peças
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Projeto de Carol Farah/Foto: Inês Antich/Reprodução By Kamy

Embora o tapete seja criado para ser resistente, isso não quer dizer que ele nunca vai precisar de cuidados ou até mesmo de reparos de manutenção. Mal comparando, seria o mesmo que dizer que um cacto não precisa de água!

Pode ser pouco, mas o pouco de cuidado e carinho que você os dedica vai levá-los a no mínimo atingir sua vida útil sem apresentar problemas – infelizmente, o pouco que eles exigem ainda é visto como um esforço muito grande para várias pessoas, fazendo com que elas venham a trocar de tapete muito antes do que deveriam.

A troca não é só indesejável pelo sentido financeiro, pois bons tapetes requerem um investimento maior, mas também pelo lado sentimental: o grande barato dos tapetes é a conexão que criamos com eles – se vão e vêm, dificilmente haverá essa conexão. Principal grife de tapetes do Brasil, a by Kamy compartilha abaixo 5 dicas que vão te ajudar a manter o seu tapete bonito e bem cuidado por mais tempo!

Limpe o seu tapete!

(divulgação/By Kamy)

A limpeza de rotina é o primeiro passo de qualquer manutenção de tapete, pois ignorá-la pode fazer com que os problemas comecem pequeninhos, como grãos de poeira e os ácaros, e depois fiquem complicados para se resolver depois.

No dia a dia, você pode usar uma vassoura de cerdas macias e aspirador de pó com bocal liso, em baixa ou média velocidade. Já para uma higienização mais assertiva, o correto é que a peça seja lavada, preferencialmente sob os cuidados de serviços especializados.

Antes de tudo, é preciso conhecer o tapete que você tem, sobretudo a composição dele, conferindo se a matéria-prima é sintética ou natural. A periodicidade de lavagem varia de acordo com o tipo, composição da matéria-prima e coloração, porém, recomenda-se uma por ano. Peças de cores claras e lisas aparentam mais a sujeira e, quanto maior a circulação sobre a peça, mais frequente deve ser a manutenção.

Além dos cuidados com a lavagem, o processo de secagem também deve receber atenção especial para não danificar as fibras e as tramas. Como todo produto têxtil, após o uso e lavagem poderá ocorrer um leve desbotamento.

Nunca dobre, puxe pelas extremidades ou amontoe

(divulgação/By Kamy)

A forma como você movimenta o tapete pode acabar estragando-o caso você tenha o costume de puxá-lo pelas extremidades. Repetidas vezes, esse movimento acaba desalinhado a peça em relação ao formato original.

Outro hábito que deve ser evitando, especialmente quando o tapete não está em uso é a dobra ou o amontoamento de tapetes. Isso pode danificar as fibras e o formato do tapete permanentemente.

Uma dica para conservar o seu produto é periodicamente espalhar, sem exagero, grãos de pimenta do reino sobre o tapete e depois deixá-lo enrolado por algumas horas. Essa especiaria milenar tem o poder de conter as traças e manter a durabilidade – um conhecimento que atravessa gerações!

Gire o seu tapete com frequência

(divulgação/By Kamy)

Complementando a dica anterior, agora podemos falar sobre o que fazer: girar o seu tapete com frequência é uma movimentação bastante desejável para prolongar a vida útil dele.

Além de um aspecto diferenciado na decoração, esse hábito faz com que as partes da peça fiquem mais uniformes, evitando que ela se desgaste apenas de um lado, devido ao tráfego, incidência de luz e o apoio dos móveis.

Aja com rapidez em caso de queda de líquidos

(divulgação/By Kamy)

Para um resultado mais eficaz na retirada da mancha após a queda de líquidos, seja rápido nos ‘primeiros-socorros’. Se o líquido for gorduroso, aplique bicarbonato de sódio, serragem ou aveia sobre a superfície para que a gordura seja absorvida e, posteriormente, passe o aspirador de pó.

Já no caso dos líquidos em geral, coloque um pano seco por baixo do tapete e enxugue com papel absorvente por cima, pressionando bem até secar. Para não aumentar o estrago, aconselha-se não esfregar absolutamente nada e busque auxílio profissional.

Se você tem dúvidas sobre o que usar ou o que fazer, o melhor é consultar primeiro o conselho de serviços profissionais como o Rug Care da by Kamy. Infelizmente, existem muitas dicas e receitas caseiras pela internet que podem não só piorar o quadro como danificar o tapete para sempre.

Evite apoiar vasos no perímetro do tapete, pois a umidade que escorre a cada rega vai apodrecer a urdidura e ocasionar a quebra das fibras do tapete, sem contar o mal cheiro provocado pelo acúmulo de mofo.

Fique de olho neles

(divulgação/By Kamy)

Talvez seja pesado falar em ‘inimigos do tapete’ porque nem todos são evitáveis, mas é importante você saber que existem fatores mais propensos a danificar um tapete que outros. Eles são: ambiente úmido; exposição direta a raios solares ou luz intensa; secagem inadequada do piso; deslocamento de móveis sobre o tapete; aspirador de pó em alta frequência ou com bocal inadequado; vassoura de cerdas duras; abrasivos em geral; queda de substância líquida; objetos pontiagudos ou pesados na superfície do tapete; lavar em máquinas de lavar roupas; cadeiras de rodízio e manter o tapete por muito tempo embalado.