Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

18 ambientes que mesclam o clássico e o moderno

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Em sua terceira edição anual, a mostra e venda Modernos Eternos acontece entre os dias 10 e 14 de agosto, em novo formato. Como evento-âncora do quinto Design Weeekend São Paulo, é o único da semana dedicado simultaneamente à decoração e ao design, e o hubdo DW! no Shopping Cidade Jardim.

Idealizada pela designer de interiores Maria di Pace e pelo jornalista Sergio Zobaran, a Modernos Eternos aconteceu por dois anos no espaço cultural Di Pace Arte & Design, e agora ocupa o espaço de eventos Casa Bossa, no terceiro piso do shopping de luxo, ampliando assim suas dimensões – de 300m² no Di Pace para os atuais 600m² e, consequentemente o número de ambientes assinados por arquitetos e designers, que passa de 9 para 18 participantes de São Paulo e de outros estados, entre jovens e consagrados.  

A Modernos Eternos foi criada para fomentar o mercado de exposições de decoração e design, além de registrar as tendências atuais do setor. “O tema é a mistura e a combinação de mobiliário e objetos vintage ou antigos com os contemporâneos, fazendo este mix&matchque é o tom universal, hoje, da melhor decoração”, diz o curador da mostra, Sergio Zobaran, ao lado de Maria di Pace, também sócia do site Eye4Design. 

Entre os 18 profissionais e/ou escritórios desta ME 2016 SP (a mostra também se amplia com a primeira edição mineira, em setembro deste ano, em Belo Horizonte) encontram-se diversos que participaram das edições anteriores, como Suite Arquitetos, Henrique Steyer e Maximiliano Crovato, e nomes novos na mostra como Luciana Teperman e o jovem e já consagrado designer Zanini de Zanine, além de arquitetos nascidos ou radicados em São Paulo, e de outros estados, como o arquiteto Pedro Ernesto e a designer Leandra Castro, de Goiânia.

Já entre os antiquários de São Paulo destacam-se novas propostas como a do Verniz, dedicado ao mobiliário industrial, o conjunto Passado Composto e Passado Composto Século XX, o Resplendor e o Herança Cultural. A eles, na busca do mix&match, somam-se as lojas de design contemporâneas que a curadoria selecionou no mercado paulistano, como a Casual e Etel, e marcas de peso industrial como Deca e Dell Anno. Grifes nacionais e estrangeiras com lojas no Shopping Cidade Jardim vieram se agrupar às diversas ações a serem realizadas durante o evento: H.Stern, Trouseau, Zapälla, Ralph Lauren, Gucci.

 

Allan Malouf

Anexo Arquitetura

Cybele Barbosa

Eliane Mesquita

Fernanda Negrelli e Andrea Teixeira

Gustavo Neves

Henrique Steyer

Juliana Vasconcellos

Luciana Teperman

Luciano Dalla Marta

Maximiliano Crovato

 

Naomi Abe

Now Arquitetura

Pedro Ernesto Gualberto e Leandra Castro

Suite Arquitetos