Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

7 passos do que fazer e, mais importante, do que não fazer após um tratamento facial

Descubra quais hábitos comuns irão prejudicar os benefícios do seu tratamento facial e quais são aqueles que podem melhorar os resultados
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Dependendo do tratamento realizado é interessante que, pelo menos por um dia, você fique longe das atividades físicas (divulgação)

Você já sabe que existem inúmeras possibilidades em um tratamento facial, desde injetáveis e tecnologias com e sem downtime (tempo de recuperação) a cirurgias plásticas. Mas existe um manual de bons hábitos para adotar após um procedimento – e uma lista de coisas que você deve evitar ao máximo. “Após uma sessão de tratamento facial, sua pele tende a ficar supersensível, por isso é necessário tomar certos cuidados, que incluem a não exposição ao sol e deixar de usar alguns produtos cosméticos. Mas não é só isso: a alimentação também influencia para evitar uma piora no inchaço e na inflamação”, diz o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Abaixo, o médico indica o que você pode e o que não deve fazer após um procedimento facial. Confira:

  1. Evite cutucar sua pele

É verdade que você realmente deve tentar evitar isso o tempo todo, mas sua pele fica especialmente sensível nos primeiros dias depois de um tratamento facial. “A sua pele está mais irritada, afinal recebeu um dano – que é o que estimulará o colágeno nos casos dos tratamentos não-invasivos. Ficar cutucando o rosto pode inflamar e irritar mais a pele. Além disso, como ela não está cicatrizada, levar a mão ao rosto pode infeccionar a região”, diz o cirurgião plástico.

  1. Evite maquiagens e produtos para a pele

Se seu rosto ficou vermelho por conta de um laser, um microagulhamento robótico ou até mesmo uma cirurgia plástica como rinoplastia ou blefaroplastia, essa definitivamente não é a hora de usar um produto facial. “Dependendo do tratamento, você poderá retomar sua rotina de beleza habitual mais brevemente, mas o ideal é que no primeiro e no segundo dia você não use produtos cosméticos, a menos que essa seja uma orientação médica para potencializar os tratamentos. Não queira você mesmo aplicar, por exemplo, um ácido após um procedimento, pois isso pode piorar a inflamação, vermelhidão e o inchaço da pele, impactando também no resultado do tratamento”, diz o Dr. Mário.

  1. Cuidado ao lavar o rosto

Lembre-se de que sua pele fica ultrassensível após um tratamento facial, então você precisa ter cuidado com isso. Muitas vezes, a manipulação da pele durante o tratamento facial pode romper a barreira cutânea, por isso é melhor usar produtos de limpeza suaves e hidratantes. Esqueça ingredientes como ácido glicólico e salicílico. Um cuidado maior também deve acontecer com tônicos de limpeza, que em muitos casos são à base de álcool ou outros ingredientes adstringentes. “Isso pode causar irritação ou ressecamento da pele, que definitivamente não é o que você precisa agora”, diz o médico.

  1. Resista ao sol, piscina, sauna e banhos quentes

Pode ser tentador em alguns casos, mas a exposição solar gera mais danos desnecessários a uma pele que acabou de ser tratada, o que piora a inflamação e o inchaço – o que também vai ocorrer com o calor de sauna e banhos quentes. No caso do cloro da piscina, ele pode ser altamente irritante.

  1. Reagende seu treino

Se você não teve a chance de malhar antes do tratamento facial, pode ficar tentado a fazer isso logo depois, mas espere pelo menos um dia – dependendo do tratamento. “O aumento do calor na pele e do suor podem ser irritantes para a pele recém-estimulada (por calor do laser, ondas de ultrassom, danos físicos (do microagulhamento) ou substâncias estimuladoras de colágeno (no caso de injetáveis)”, diz o Dr. Mário. “No caso de uma cirurgia plástica, mesmo uma rinoplastia, o retorno à prática de atividades físicas deve ser gradual. Em 1 mês é possível iniciar atividades leves como a caminhada e a partir do segundo ou terceiro mês voltar à prática de exercícios mais pesados como a musculação. Atividades que envolvam o risco de trauma como lutas, esportes de grande contato físico ou até mesmo a dança, devem ser realizados com muita cautela e é imprescindível informar o médico quanto ao seu início”, diz o Dr. Mário Farinazzo.

  1. Respeite o repouso

Quando um médico orienta alguns dias de repouso significa que esse tratamento possui um downtime, não só em cirurgias (mas especialmente no caso delas). “Muitos tratamentos ablativos, ou seja, que causam danos à primeira camada da pele (e isso inclui lasers, radiofrequência microagulhada e outras tecnologias), exigem que o paciente respeite um período de repouso para evitar que o contato com sol, partículas de poluição ou sujidades inflamem mais a pele”, diz o médico. “Após a cirurgia plástica, recomendamos que o paciente fique ao menos uma semana afastado das atividades profissionais na maioria dos casos, pois esse tempo é o suficiente para o inchaço diminuir e a aparência melhorar, além de já terem sido removidos os pontos e boa parte dos curativos da cirurgia. Também é necessário tomar alguns cuidados com acessórios, como óculos. Por conta do peso que a armação dos óculos proporciona à estrutura do nariz, podem ocorrer algumas deformações. Durante a recuperação da rinoplastia, a orientação é de que o uso dos óculos seja evitado e, em média, retorne apenas após 30 dias, se possível”, diz o Dr. Mário.

  1. Alimente-se bem

A ordem geral é evitar qualquer coisa que piore a inflamação, certo? Então, lembre-se de incluir seus hábitos alimentares nesse roteiro. “Tudo em excesso faz mal, mas carboidratos de alto índice glicêmico e alimentos ricos em sódio são especialmente ruins nesse período de recuperação, pois pioram o inchaço e dificultam a cicatrização correta. Por outro lado, frutas, vegetais, legumes, proteínas e gorduras boas fornecerão os nutrientes necessários para melhora da cicatrização e diminuição do inchaço”, afirma. “Isso vale para todos os tipos de tratamentos”, completa.

Por fim, o médico lembra que o tratamento direcionado com o médico especialista é o melhor caminho, por isso evite excessos. “Não tente potencializar um tratamento com outro procedimento enquanto ainda se recupera do primeiro (a menos que seja uma indicação médica). Converse sempre com seu médico”, finaliza.