Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Olhar destacado: máscara pode aumentar procura por plástica facial

Com parte do rosto coberto, os olhos ganham mais atenção nos procedimentos estéticos
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Olhar destacado
Foto: Divulgação

Uma das tendências de cirurgia plástica para este ano era a blefaroplastia, procedimento que remove o excesso de pele na pálpebra superior e de bolsas na pálpebra inferior. Devido ao envelhecimento natural, seu objetivo é oferecer um olhar rejuvenescido com um aspecto de menos cansado. Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), revelam que a cirurgia da pálpebra é a terceira mais procurada no país.

Com a obrigatoriedade de usar máscara para diminuir a proliferação da Covid-19, sendo os olhos a parte do rosto que não é coberta, ganha mais destaque e importância até na comunicação. Outros países, como os Estados Unidos e Japão, registraram aumento nos procedimentos estéticos na região da face que contempla o olhar, e a blefaroplastia está entre eles.

Contudo, Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional de Cirurgia Plástica, lembra que há outros procedimentos que também podem ser requisitados, como a ritidoplastia, que é feita quando a pele perde elasticidade e musculatura, e o procedimento cirúrgico para levantamento de sobrancelhas, simples e feito em cerca de uma hora. Korn estima aumento desses procedimentos no país, pois, além de o Brasil ser o segundo no mundo que mais faz cirurgia plástica no mundo, agora pacientes podem contar com diversas formas de pagamento.

“Hoje, as cirurgias estão muito mais acessíveis, mas tudo deve ser bem avaliado para a segurança do paciente. Como envolve a saúde, o ideal é pesquisar preços, sem abrir mão dos melhores médicos e hospitais. Há empresas que fazem intermediação financeira na área de procedimentos estéticos, sendo possível encontrar diversas opções que auxiliam em um planejamento do orçamento”, explica o diretor, que pontua que a questão não é mudar traços, mas sim melhorar as expressões para que a pessoa se sinta mais à vontade e feliz com a sua aparência.