Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Guia da perfumaria: conheça os tipos de fragrâncias e as principias diferenças entre si

Produtos podem variar conforme sua concentração e durabilidade
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Vanesa Conunaese/Unsplash)

A escolha de uma fragrância é algo muito pessoal e que exige tempo e paciência de quem vai comprar. E com tantas opções disponíveis, a dúvida fica ainda maior na hora de escolha da opção ideal. Outro detalhe importante, é que a quantidade de essência presente no frasco indica como ela será absorvida pelo corpo – fator que as diferenciam entre si – determinando se são mais fortes ou mais suaves, além da sua durabilidade na pele.

Mas acredite, se atentando aos pontos certos, a compra da alternativa perfeita é muito mais simples. Para ajudar àqueles que buscam encontrar o tipo ideal, Carlos Correa, gerente de produtos e pesquisa da Mahogany, marca especializada em produzir e comercializar cosméticos de alto padrão, preparou um guia completo, em que explica as diferentes denominações, concentração, absorção e notas aromáticas comuns das fragrâncias.

Principais tipos

Ao todo são 3 principais: Eau de Cologne, Eau de Toilette e Eau de Parfum. Carlos explica que a principal diferença é a concentração de essência, o que refletirá em sua durabilidade à pele e intensidade. “As colônias costumam ser mais leves e refrescantes, o que as tornam uma ótima pedida para o Verão, por exemplo. As Eau de Toilette já possuem uma fixação mais expressiva, e são perfeitas para o dia a dia. Já a Eau de de Parfum são mais concentradas e, por consequência, apresentam uma durabilidade maior, de forma ainda mais perceptiva”, destaca.

Descobrindo a Família Olfativa

Cada perfume é composto dentro de uma família olfativa. De acordo com o especialista, esses grupos permitem classificar o item conforme suas características. “Originadas de um conjunto de matérias-primas, elas podem ser amadeiradas, aromáticas, florais, cítricas, dentre outras. Cada família possui características próprias e inconfundíveis”, afirma.

O gerente de produtos comenta que o passo número um é conhecer as cinco principais famílias olfativas, identificando qual é mais atrativa para cada pessoa. “As casas de perfumaria e as marcas usam essa classificação como ferramenta para definir seu próprio portfólio. Este mapeamento não é uma ciência exata, mas é de extrema importância para nortear a escolha do cliente. É muito importante selecionar um aroma como elemento principal e ver como ele funciona em diferentes nuances”, esclarece. Veja abaixo as principais:

Aromática

Compostos por diversas ervas aromáticas, essa família olfativa possui um cheiro que remete à planta. Carlos pontua que geralmente são acompanhados por notas cítricas e apimentadas, o que faz com que suas combinações ousadas sejam mais usadas na perfumaria masculina.

Floral

“É uma família muito rica olfativamente e, em sua maioria, a favorita das mulheres”, menciona. De forma sintética ou natural, costumam ser elegantes e ter muita personalidade, podendo oferecer delicadeza ou sensualidade, depende da forma da forma como foi explorada.

Cítrica

Derivada da combinação de notas cítricas, é umas das mais frescas da perfumaria. De acordo com o expert, seu óleo essencial é extraído através da pressão da casca de frutas cítricas, como a laranja e o limão. “Suaves e refrescantes, essa família é altamente volátil e, por isso, é perfeita para climas quentes, trazendo uma sensação de frescor e energia para o dia a dia.

Frutal

As notas marcantes das frutas deixam as fragrâncias mais leves e quase sempre com um toque adocicado. “Dependendo da combinação, as notas frutais podem potencializar ainda mais o frescor, proporcionando uma sensação jovial e prazerosa”, diz.

Amadeirada

Presente quase que unanimemente nas opções masculinas, é geralmente usada como base em produtos sofisticados e elegantes. Carlos afirma que, dependendo da nota, podem seguir uma personalidade mais seca ou cremosa, e também são ótimos aliados de composições florais.

Especiaria

“Os temperos oferecem uma personalidade forte na perfumaria. Podem ser quentes, como a canela e o cravo, que dão uma característica mais rústica e envolvente, ou também podem ter uma personalidade mais fria, com o gengibre e o cardamomo, que têm características mais vibrantes e efervescentes”, comenta.

Oriental

Com notas balsâmicas, especiarias e resinas, a oriental nos remete aos países do Oriente e encanta com seu toque exótico. Segundo Correa, as criações dessa família são conhecidas por serem fortes e duradouras, deixando rastros por onde passam.

O que são notas olfativas?

As notas olfativas nada mais são que a combinação equilibrada de substâncias aromáticas, responsáveis por proporcionar uma personalidade única a cada fragrância. Categorizadas em 3 tipos, elas são disseminadas e percebidas pelas narinas em momentos distintos e classificadas conforme a ordem com que evaporam.

Carlos explica que um perfume pode ter mais de 150 notas olfativas diferentes e a classificação ajuda a perceber qual o aroma é predominante na criação do produto. “Elas são assimiladas em instantes diferentes, isso explica o fato de as fragrâncias mudarem na nossa pele à medida que o tempo passa. Por isso, entender qual é a base da composição é muito importante na hora da escolha”, conclui. Entenda as três categorias:

Notas de topo

São notas mais leves, de menor peso molecular e mais voláteis. Geralmente, são as que são percebidas primeiro, mas também são as que evaporam com mais rapidez, como cítricos e verdes, por exemplo.

Notas de corpo

São as notas com um peso molecular um pouco maior e que aparecem com mais evidência depois de alguns minutos após a aplicação na pele. Geralmente, são elas que dão a personalidade necessária, como os florais e frutados.

Notas de fundo

Como o nome já sugere, são as notas que permanecem por muito mais tempo que as outras. O peso molecular delas são maiores e costumam ser menos voláteis. É um aroma mais denso que pode ser sentido por mais tempo na pele, tais como os amadeirados e ambarados.