VIAGEM - 07/07/2019

Thermas Água Santa: descanso entre praias e águas quentes

Além do parque com águas termais que chegam a 30 graus celsios, pousada oferece quartos com varanda privativa e decoração inspirada na cultura local



Rosângela Motta

Thermas Água Santa une praias de água doce e fontes termais e medicinais

Aragarças, em Goiás, distante 381 km de Goiânia (GO) e 555 km de Brasília (DF), é conhecida por sua beleza natural.  A cidade, às margens do Rio Araguaia, possui belas praias, cachoeiras, grutas, montanhas, matas nativas e outros atrativos turísticos que encantam turistas de todo o Brasil. Mas você sabia que além destes atrativos, em Aragarças há também um excelente estabelecimento termal? O Thermas Água Santa é o único em Goiás que une as paradisíacas praias de água doce da região do Vale do Araguaia com fontes termais e medicinais. Lugar perfeito para colocar corpo e mente em sintonia. 

FONTES TERMAIS E MEDICINAIS

Poço do Tomás: principal atração do Thermas Água Santa

O principal atrativo do hotel, no entanto, são as nascentes de águas termais e medicinais, que afloram naturalmente a 39 graus celsius, formando poços e piscinas de água quente.  “ A água do Thermas Água Santa  é  fluoretada, litinada e isothermal na fonte, que trazem vários benefícios ao organismo humano, em especial às funções ósseas e cerebrais”,  explica o incorporador Leandro Daher, também sócio do empreendimento.   Depois de 30 minutos de banho, você sai dali desejando intensamente dormir.  Essa parte de curtir a água quente se completa com um parque aquático que conta com piscinas adulto e infantil, balde aquático, cascata de 5 metros, quatro quiosques para churrasco e redário. O destino reserva outras agradáveis surpresas. Num rápido passeio de barco pelo Rio  Araguaia, é comum o visitante ver botos nadando aqui e ali.

Parque aquático que conta com piscinas adulto e infantil

MIRANTE COM VISÃO PRIVILEGIADA

Mirante: visão privilegiada para o Rio Araguaia

Sua privilegiada geografia concede uma espetacular visão. Uma passarela suspensa, com cerca de 42 metros de comprimento, dá acesso a um mirante a 12 metros de altura que oferece uma visão privilegiada para o Rio Araguaia. Numa outra passarela suspensa, o visitante pode atravessar uma reserva natural que dá acesso a outra praia exclusiva de areia branca e fina.  Completam a estrutura do empreendimento turístico uma loja de conveniência chamada Tralha Boa e um restaurante com capacidade para 150 pessoas, especializado na gastronomia regional. Além da hospedagem completa, o empreendimento oferece a opção de day use para os turistas. 

POUSADA REVITALIZADA 

Estrutura de hospedagem nova

Para esta temporada de férias, a estância traz uma estrutura de hospedagem totalmente nova.  São 11 quartos novos, com varanda privativa, incluindo duas suítes principais, de 35m² e 25m², com banheiras jacuzzi e camas kingsize.  Você percebe que está em um lugar especial em cada detalhe da pousada: a hospedagem traz em sua decoração uso da madeira, pedras e objetos indígenas que dão um charme rústico aos ambientes. Ao caminhar pelos jardins, você encontra redes espalhadas –  ideal para tirar um cochilo depois da praia. Tudo isso faz parte do espaço, feito especialmente para quem quer relaxar o corpo e a alma, além de curtir a natureza. Além do complexo de lazer, o local também abriga o Residencial Água Santa. Um condomínio horizontal pronto para a construção de casas de veraneio.   

Redário: perfeito para descansar o corpo e a mente

HISTÓRIA

Um dos sócios do empreendimento turístico, o empresário Sérgio Ávila conta que a propriedade onde hoje funciona  o Thermas Água Santa foi adquirida por seu pai, Tomás Procópio de Ávila, em 1974,  inicialmente com sócios. “Eles procuravam uma chácara de lazer quando encontraram esta oferta, que custava cerca de dez vezes mais do que as terras do entorno por causa das nascentes. Os antigos donos sabiam que tratava-se de algo de grande valor, mas não tinham intenção de investir em turismo”, relembra. 

Ele também conta que, no local, já foi identificada a ocorrência de habitações de dois povos indígenas nos anos 1.200 e 1.400, segundo constatou o Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan). para quem as águas quentes eram consideradas sagradas.  “Para os índios, as águas quentes eram sagradas e, na época da colonização, eles trouxeram os jesuítas aqui e lhes apresentaram a ‘água santa’. Essa história inspirou o nome da propriedade”, arremata. 

O material encontrado pela prospecção arqueológica hoje está arquivado atualmente na Universidade Federal de Rondonópolis.  Mas a intenção dos empreendedores, diz ele, é buscar parcerias e implantar um museu no complexo de turismo e lazer com objetivo de resgatar a cultura indígena e valorizar as potencialidades do Rio Araguaia.  

TURISMO E CONSCIÊNCIA 

Leandro Daher explica que, além valorizar as belezas naturais o complexo busca também aprimorar e ampliar a experiência de quem visita Aragarças. “Junto com essa nova estrutura que oferecemos, preparamos passeios de barco, no qual é possível se deparar com os botos, praticar a pesca esportiva, realizar luaus, fazer trilhas pela mata nativa da propriedade, entre outras atrações”, anuncia.

O complexo também disponibiliza uma rampa de embarque e desembarque para barcos e canoas  de pescadores e turistas que procuram a região pela alta frequência de peixes como pintado, fidalgo, curvina e espécies que servem como isca.  O serviço não terá custo, porém será de inteira responsabilidade dos mesmos.

Segundo Daher, outra vertente do projeto é a educação ambiental, especialmente para incentivar a pesca esportiva. “A propriedade possui um corredor ecológico de 18 alqueires de mata às margens do rio, além de preservar mais 10 alqueires de ligação deste corredor com a área de reserva no interior da propriedade”, informa Leandro.

Além do Rio Araguaia e das águas termais, a região oferece outras atrações. A poucos quilômetros, estão o Parque Estadual da Serra Azul,  Serra do Roncador e Serra do Taquaral, com grutas, cachoeiras e trilhas. A convergência das cidades Aragarças, Barra do Garças e Pontal tem o encontro dos rios Araguaia e Garças que carinhosamente é chamado de Encontro das Águas. Este é outro passeio indispensável.

LOCALIZAÇÃO

O Thermas Água Santa fica no município de Aragarças, na divisa com o Mato Grosso. Para quem sai de Goiânia de carro, a distância é de 345 quilômetros, 23 quilômetros antes de chegar ao município. O acesso principal de carro a  Aragarças é pela GO 070, saída para Inhumas. Por quase a metade do caminho, até a Cidade de Goiás, a pista é duplicada. É possível ainda fazer o trajeto de ônibus através da Viação Empresa Moreira com saídas diárias de Goiânia às 6h e 10h. A companhia Azul Linhas Aéreas também possui voos diretos  às terças, quintas e sábados de Goiânia para Barra do Garças (MT). Mais informações no site https://thermasaguasanta.com.br/.  

Serviço:

Suítes duplas com meia pensão (jantar e café da manhã): 

  • Duplo normal – R$ 374 reais 
  • Duplo com jacuzzi – R$ 474 reais 
  • Duplo com jacuzzi premium – R$ 494 reais

Suítes duplas com pensão completa (jantar, café da manhã e almoço):

  • Duplo normal – R$ 432 reais 
  • Duplo com jacuzzi – R$ 550 reais
  • Duplo com jacuzzi premium – R$ 590 reais

Suítes duplas apenas com café da manhã:

  • Duplo normal – R$ 316 reais 
  • Duplo com jacuzzi – R$ 416 reais 
  • Duplo com jacuzzi premium – R$ 446 reais

Complexo ecotermal - day use:

  • R$ 29,90 por pessoa sem almoço
  • R$ 50,00 por pessoa  com almoço

Mais informações

  • com.br
  • 66 9951-2911 
  • @thermasaguasanta

Veja também