CULTURA - 13/02/2020

Tamanduá Bandeira é estrela de mostra de design solidária

Esculturas do animal serão customizadas, expostas em shopping e leiloadas com renda destinada à instituições de assistência social


 

Exposição reunirá 56 esculturas

Arte, natureza, design e solidariedade são os alicerces da Mostra Tamanduá Bandeira: Uma história prá contá”, que acontecerá entre os dias 11 e 29 de março, no Shopping Bougainville, no Setor Marista, em Goiânia. A exposição reunirá 56 esculturas do animal nativo da fauna brasileira customizados por 70 profissionais, entre arquitetos, designers e artistas, além de duas crianças.

A organização é de Meire Santos, que resolveu repetir a iniciativa depois da mostra “Revele seu lobo”, realizada em 2018 com moldes de lobos-guarás customizados. “É um evento que agrega, provoca maior integração e engajamento com questões sociais e ambientais”, diz a organizadora.

Na mostra, cada participante irá trazer, além da peça customizada, uma poesia que conta a história do tamanduá, exuberante animal da fauna brasileira que corre risco de extinção. As peças da mostra terão 1,80m de comprimento, por 0,76 m de altura. A matriz foi moldada em gesso, que gerou as esculturas em resina. Os participantes da mostra as receberam em novembro para que tivessem tempo de fazer a sua customização. 

“Cada obra será uma surpresa que tocará o coração pela beleza e significado. E, agregar a solidariedade e a preservação ambiental ao design é um convite para os apreciadores de arte a se engajarem também”, explica Meire Santos. A mostra inicia com um leilão, agendado para o dia 10 de março, mas as peças poderão ser apreciadas em exposição até o dia 29 de março no Shopping Bougainville. A renda arrecadada é destinada para instituições filantrópicas -  Vila São Cotolengo, em Trindade, na região metropolitana, Creche Luz do Caminho, no setor Finsocial em Goiânia e uma casa de apoio para idosos, ainda a ser definida.  

Inspiração

O tamanduá-bandeira sofre com caçadores, perda de ambiente, queimadas e é uma dos animais da fauna brasileira que mais morrem nas estradas do País. Um terço de sua população desapareceu nos últimos 25 anos. Ele recebe esse nome uma vez que sua cauda tem forma de uma bandeira. São solidários, alimentam-se de insetos e tem movimentos lentos. Não enxerga nem escuta bem e tem movimentos lentos, mas tem um olfato apurado.Meire Santos

Meire revela que a inspiração inicial foi a CowParade, exposição de arte que roda o mundo desde 1998 com vacas feitas de fibra de vidro estilizadas por artistas locais. Esteve em Goiânia em 2011 quando Meire teve a oportunidade de participar. “Eu queria algo diferente. Fiz os lobos baseado na nossa fauna e com o  tamanduá bandeira sigo a mesma linha. Tenho certeza que será algo muito instigante também”, conta Meire Santos. 

Veja também