CASA - 22/06/2019

Projeto “Go Big Or Go Home” foca na Arquitetura Corporativa e sustentabilidade


Um escritório para criar experiências tanto com o cliente quanto com o investidor.  Partindo desta ideia, as  arquitetas e urbanistas Alessandra NahasVanessa Graner idealizaram o Go Big or Go Home para edição 2019 Casa Cor Goiás. Solidez e inovação em um espaço fluído e conceitual fazem parte da base do trabalho. O projeto de 56 metros quadrados estará exposto entre os dias 10 de maio e 23 de junho, no Epic City Home, em frente ao Parque Vaca Brava.

 Foto: Marcos Camargo

A partir do lema “se for fazer algo, entre com tudo, dê o seu melhor, ou nem tente”, as profissionais partiram da tendência em transformar espaços de trabalhos em ambientes mais humanizados e com a natureza integrada. “Setorizamos um lindo jardim, minimalista, com uma luz perto da mesa de trabalho. Um layout solto, fluido e integrado”, explica Vanessa. As cores sóbrias, como o cinza e tons amadeirados, além do verde nas poltronas para ficar menos intimidador, influenciaram com o propósito de dar mais “vida” ao local.

 Foto: Marcos Camargo

Para Alessandra, retornar a Casa Cor Goiás é uma forma de mostrar um pouco de seu trabalho e amadurecimento profissional. “Pensamos em um ambiente diferente este ano, com foco na arquitetura corporativa, já que também atuamos nessa área”, afirma. O piso, primeira parte pensada pelas profissionais, é composto por pedra natural, recortada, que se completa com o revestimento em madeira na parede.

 Foto: Marcos Camargo

Preocupadas em fazer uma obra mais limpa, com o mínimo de resíduos, Alessandra e Vanessa empregaram sustentabilidade por toda parte. Para dispensar o uso de tijolos, argamassa, cimento e areia, os fechamentos foram feitos com placas de dry-wall próprias para área externa. Além do revestimento reciclado colors da Gauss, em que os pequenos tijolos são compostos de materiais descartados, toda a pintura foi feita com tintas à base de água e a iluminação possui somente lâmpadas em LED. Também foram utilizadas peças em madeira que transmitiram solidez e arte sustentável.

 Foto: Marcos Camargo

Elegância

Ao mesmo tempo em que humaniza o ambiente, a estante high tech Home System da CinexArch faz o papel de divisória com adornos e objetos de decoração. “Com ela, conseguimos criar essa sensação sem fechar os espaços, além de permitir a entrada de luz natural e a visão do jardim”. As arquitetas optaram ainda por priorizar o artesanato brasileiro, com cerâmicas da goiana radicada em Portugal, Luciana Cravo. Alessandra conta que, ainda que a intenção fosse criar um ambiente integrado, a mesa de trabalho precisava de privacidade.

Leveza e discrição, elementos considerados essenciais pelas arquitetas para um ambiente de trabalho, são empregados pelas obras de arte de Diogo Miranda. Atemporais e desejadas, as luminárias da Artemide Tolomeu fazem conjunto com os móveis que descaracterizam um escritório corporativo, como a mesa “Burton”, de Sérgio Rodrigues, e o aparador “Ondas”, de Arthur Casas. “Elegância e sofisticação foram as palavras máximas nas escolhas dos mobiliários”, afirma Vanessa.

As arquitetas Alessandra Nahas e Vanessa Graner assinam o escritório Go Big Or Go Home  (Foto Tobias Ragonesi)

Veja também