CULTURA - 07/04/2017

Legados da Grécia chega ao Flamboyant



Exposição inédita e com entrada franca pode ser conferida entre 31 de março a 30 de abril, em diversos locais do Shopping

Legados Grécia

A Exposição Legados da Grécia chega ao Flamboyant Shopping Center e convida a uma viagem inédita para percorrer quatro mil anos de história e de cultura grega. A concepção traz diversos elementos que mostram porque a Grécia é chamada de berço da civilização ocidental.

O público poderá conferir os dez principais legados que surgiram na Grécia e ainda exercem sua influência no mundo moderno: Arte, Arquitetura, Filosofia, Literatura, Teatro, Música, Mitologia, Esporte, Medicina, Ciências, Política.

A exposição, que tem acontecido nas principais capitais brasileiras sempre com grande sucesso, conta com mais de 150 artefatos vindos diretamente da Grécia, entre esculturas, réplicas das coleções dos renomados museus da Europa, além dos principais sítios arqueológicos.

“É realmente uma viagem pela história da Grécia. Tivemos o cuidado de selecionar os ícones mais representativos de cada período e, para isso, contamos com a consultoria de Silvia Morgensztern, estudiosa da mitologia há mais de 20 anos”, lembra Ana Brites, curadora da exposição itinerante Legados da Grécia.

Com entrada franca, a exposição também tem como proposta receber grupos de estudantes interessados em aprofundar seus conhecimentos. Conferindo ainda mais credibilidade ao acervo, a exposição detém a chancela da Embaixada da Grécia no Brasil.

Viagem pelo tempo

Ao longo da exposição, o visitante será surpreendido pelos diversos recursos de interatividade. É possível, por exemplo, tirar fotos numa biga, carro puxado por dois cavalos e usado tanto no combate como numa modalidade esportiva. No Oráculo de Delfos, uma Pitonisa, nome dado às sacerdotisas de Apolo, oferece mensagens de otimismo aos visitantes através de um aplicativo touch. Outro elemento que chama atenção e um dos preferidos para fotos, é a escultura do Pégaso, o cavalo alado símbolo da imortalidade na mitologia grega. Os grandes nomes da filosofia grega também estão presentes, representados em bustos.

Pessoas das mais diferentes gerações vão se surpreender com o Labirinto do Minotauro, além das réplicas do cavalo de Troia, com seis metros de altura e com os doze deuses do Olimpo em tamanho natural. Complementando o acervo, há ainda, as esculturas de Leônidas, rei de Esparta e Alexandre, o Grande.

Os deficientes visuais contam com um espaço sensorial para experimentar as diferentes texturas de frisos e frontões do Partenon e também obter informações úteis em Braille.

A exibição de vídeos com aproximadamente três minutos de duração se misturam às muitas atrações e acrescentam valiosos dados históricos sobre a antiga Grécia.

A Arquitetura está presente com a reprodução das três ordens arquitetônicas - Dórica, Jônica e Coríntia. Em destaque, a maquete do Partenon, o mais célebre dos templos gregos, construído no século V, AEC., em honra à Atená, deusa protetora de Atenas.

Confira alguns legados gregos:

Filosofia – os gregos sentiam-se livres para pensar, questionar, investigar sobre a origem e a ordem do mundo. Dedicavam seu tempo com qual o sentido da vida e questões profundas da existência. A Filosofia está representada por três grandes pensadores: Sócrates, mestre de Platão e este, de Aristóteles.

Política – os gregos respeitavam a lei, a ordem e eram intolerantes com a corrupção. Na Grécia, cada cidade tinha sua própria forma de governo, suas leis, moedas e guerreavam entre si. A Democracia surgiu em Atenas.

Arquitetura – a característica mais evidente é a simetria, expressão da busca pela perfeição, equilíbrio e harmonia. Foi dividida em ordens Dórica (básica), Jônica (graciosa) e Coríntia (luxuosa).

Literatura – a Literatura grega é admirável pela qualidade técnica e atual pela profunda humanidade. Através dos tempos, histórias sobre deuses e heróis foram contadas de geração em geração.

Artes Plásticas – o conjunto inclui cerâmica, pintura e escultura.

Teatro – o teatro surgiu como parte das festividades em honra ao deus do vinho, Dionísio. Com o tempo o aspecto religioso foi deixado de lado e se voltou para os conflitos humanos. Daí nasceu dois gêneros: a tragédia e a comédia. As apresentações eram durante o dia, ao ar livre e faziam parte da educação do povo.

Ciência – os filósofos da natureza eram chamados pré-cientistas. No século VI AEC, Ciência, Filosofia, Medicina, Artes e Matemática faziam parte de um mesmo corpo de conhecimento.

Esporte – Os concursos e competições reuniam ao mesmo tempo o esporte e o espetáculo. Era uma maneira de unir os cidadãos em torno de valorização de um mesmo ideal atlético. O guerreiro devia estar preparado para correr, saltar obstáculos e lançar dardos, por exemplo.

Música – a palavra música nasceu na Grécia. Mousikê significa a arte das musas, e incluía também a poesia e a dança. Cantar e tocar instrumentos eram parte essencial da educação grega.

Medicina – no início, a Medicina era baseada em religião e magia. Com o surgimento da Filosofia e do pensamento lógico racional, por volta do século VI AEC, a Medicina deixou o campo do misticismo e entrou para o domínio da ciência. Hipócrates é considerado o pai da Medicina porque foi o primeiro a diferenciá-la da crença religiosa.

Serviço
Exposição Legados da Grécia
Período: 31 de março a 30 de abril
Horário: de segunda a sábado das 10h às 22h / domingos e feriados das 14h às 20h
Locais: Praça da Cúpula - piso 1, próximo a loja Fnac, piso 3 em frente loja Bo.Bo Flamboyant Shopping Center
Entrada franca
Curadoria: Ana Brites
Realização: Aloha Eventos
Consultoria, pesquisa e conteúdo: Silvia Morgensztern

Veja também