CULTURA - 11/02/2019

Grammy 2019: os 6 melhores momentos da premiação musical


Lady Gaga, Jada Pinkett-Smith, Alicia Keys, Michelle Obama e Jennifer Lopez no discurso de abertura do Grammy 2019 (Foto: Mike Blake / Reuters)

Neste domingo (10), foi realizado em Los Angeles, nos Estados Unidos, o 61ª Grammy, a maior premiação da música mundial.  Apresentada pela cantora Alicia Keys, a cerimônia contou com a presença e apresentações de grandes artistas da cena musical e premiou os destaques do último ano.

Confira os principais destaques da noite!

1. Participação de Michelle Obama

No discurso de abertura da premiação, Alicia Keys chamou ninguém menos do que Michelle Obama para o palco da cerimônia. Juntamente com as artistas Lady Gaga, Jada Pinkett-Smith e Jennifer Lopez, a ex-primeira dama dos EUA discursou sobre a importância da música “Música nos mostra tudo o que importa. Toda história, toda voz, em toda nota de cada canção”, destacou Obama.

2. 2018 foi o ano de "This is America"

“This is America” foi um absoluto sucesso desde seu lançamento. A música de Childish Gambino, nome artístico do ator Donaldo Glover para sua carreira musical, ganhou atenção pela letra e pelo clipe que denunciam a falta de controle das armas de fogos nos EUA e a violência e o racismo contra a população negra.

No Grammy, “This is America” foi um dos grandes vencedores da noite, levando quatro prêmios de peso: Melhor performance de rap cantado, Melhor clipe musical, Melhor Canção e Melhor gravação. Nos dois últimos, a canção foi o primeiro rap a ganhar estas categorias.

3. Consagração absoluta de "Nasce Uma estrela"

O filme “Nasce uma estrela”, estrelado por Lady Gaga, foi sucesso absoluto em 2018, seja de público ou crítica. Pela música “Shallow”, interpretada pela cantora e por Bradley Cooper na trilha sonora do longa, Gaga ganhou os prêmios de Melhor Performance pop de duo ou grupo e Melhor canção escrita para mídia visual.

Ainda no Grammy, Gaga também levou para casa o prêmio de Melhor Performance Pop Solo por “Joanne (Where Do You Think You're Goin'?)”.

Uma curiosidade: na mesma noite, “Shallow” também ganhou o prêmio de Melhor Canção Original no Bafta, maior prêmio da indústria cinematográfica britânica.

4. Espaço para o country

Um dos principais prêmios da noite, o de Álbum do Ano, foi para “Golden Hour”, da cantora country Kacey Musgraves. Ela também levou os prêmios de Melhor disco de country, Melhor performance country solo por “Butterflies” e Melhor música country por “Space Cowboy”.

Na mesma noite, Kacey, juntamente com Katy Perry e Miley Cyrus, homenagearam Dolly Parton, uma das lendas do country dos EUA, em uma performance em conjunto com a cantora.

5. Dua Lipa chegou para ficar

Se alguém duvidava do fenômeno Dua Lipa, é melhor repensar – a cantora britânica levou para casa o prêmio de Artista Revelação, um dos principais prêmios da noite. Também no Grammy, “Electricity”, parceria da artista com SilkCity e Diplo, ganhou o prêmio de Melhor Gravação Dance.

O álbum homônimo de estreia da cantora foi um dos mais aclamados de 2017. Presente na lista de melhores álbuns do ano de publicações como a Billboard, Rolling Stone e Pitchfork, “Dua Lipa” também vende mais de 1 milhão de cópias pelo mundo.

6. Performances

Ricky Martin, Camila Cabello e J Balvin na apresentação de abertura do Grammy 2019 (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)

Um dos maiores destaques do Grammy, independente do ano, são as performances. A cerimônia da noite passada já começou em grande estilo, com a apresentação do hit “Havana”, de Camila Cabello, com participações de Young Thug, J Balvin e Ricky Martin, e trechos de "Mi Gente", canção de J Balvin com Willy William.

Jennifer Lopez e Smokey Robinson participaram da apresentação em tributo à Motown (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)

Ouro destaque vai para a lenda Diana Ross, que foi homenageada na premiação e cantou vários de seus sucessos. J-Lo, Ne-Yo e Smokey Robinson fizeram uma homenagem à gravadora Motown, trazendo clássicos como “Please Mr. Postman” e “My Girl” para os palcos da cerimônia.

Janelle Monáe trouxe "Make Me Feel" para os palcos do Grammy 2019 (Foto: Kevin Winter / Getty Images)

Janelle Monáe, pode não ter levado nenhum prêmio na noite (ela concorria nas categorias de álbum do ano e vídeo musical), mas entregou uma das melhores apresentações da noite. A cantora se apresentou com “Make Me Feel”, carro-chefe do álbum “Dirty Computer”, e trechos da canção “Pynk”.

Veja também