CULTURA - 07/01/2019

Globo de Ouro 2019: confira os vencedores entre as produções cinematográficas


"Green Book: O Guia" foi o grande vencedor da noite, com três prêmios (Foto: Paul Drinkwater)

Promovido anualmente pela Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), a 76ª edição do Globo de Ouro foi realizada neste domingo (6), em Los Angeles, nos Estados Unidos. A cerimônia deste ano, apresentada pela atriz Sandra Oh e pelo ator Andy Samberg, premiou produções no cinema e na televisão.

O ator Mahershala Ali venceu o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante em Filme pelo seu papel em "Green Book: O Guia" (Foto: David Fisher)

Entre as produções cinematográficas, o grande vencedor da noite foi “Green Book: O Guia”, longa dirigido por Peter Farrelly (“Quem Vai Ficar com Mary”). Protagonizado por Viggo Mortensen (“O Senhor dos Anéis”), o filme traz a história de Tony Lip, um ítalo-americano que se torna o motorista de Dr. Don Shirley (Mahershala Ali), um pianista afro-americano de jazz clássico durante uma tour do artista pelo sul dos EUA nos anos 1960.

“Green Book: O Guia” levou três prêmios: Melhor Filme – Musical ou Comédia; Melhor Roteiro de Filme, para Peter Farrelly, Nick Vallelonga e Brian Currie; e Melhor Ator Coadjuvante em Filme, para o ator Mahershala Ali, vencedor do Globo de Ouro e do Oscar de Melhor Ator em 2017 por “Moonlight: Sob a Luz do Luar”.

Pela sua interpretação do cantor Freddie Mercury em "Bohemian Rhapsody", Rami Malek levou a estatueta de Melhor Ator em Filme de Drama (Foto: Jordan Strauss)

“Bohemian Rhapsody” foi o segundo maior vencedor da noite. Dirigido por Bryan Singer (“X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”), o filme sobre Freddie Mercury, vocalista e frontman do Queen, ganhou dois prêmios: Melhor Filme de Drama e Melhor Ator em Filme de Drama para Rami Malek (da série “Mr. Robot”), intérprete do cantor no longa.

O prêmio de Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical foi para Christian Bale (Trilogia “Batman”, de Christopher Nolan) pelo papel de Dick Cheney, vice-presidente dos EUA durante o governo de George W. Bush, no filme “Vice”, de Adam McKay (“A Grande Aposta”). No discurso, Bale chamou atenção por agradecer ao Satanás pela inspiração ao interpretar Cheney, o que divertiu a plateia e até mesmo o fez ganhar uma mensagem de agradecimento pelo Twitter da própria Igreja do Satã.

Glenn Close levou o prêmio de Melhor Atriz em Filme de Drama pelo seu papel em "A Esposa" (Foto: Jordan Strauss)

Quanto as atrizes, Olivia Colman (“O Lagosta”) levou a estatueta de Melhor Atriz em Filme de Comédia ou Musical com seu papel como a Rainha Ana da Grã-Bretanha em “A Favorita”. Já o prêmio de Melhor Atriz em Filme de Drama foi para a veterana Glenn Close (“Atração Fatal”) por “A Esposa”, no qual interpreta Joan, uma mulher que abre mão de sua carreira como escrita e vive à sombra de seu marido.

O prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante foi para Regina King (“Ray”) com seu papel em “Se a Rua Beale Falasse”, filme de Barry Jenkins (“Moonlight: Sob a Luz do Luar”). Em seu discurso, a atriz, se comprometeu a participar, nos próximos dois anos, de produções que tenham 50% das equipes compostas por mulheres.

O mexicano Alfonso Cuarón levou os prêmios de Melhor Diretor e Melhor Filme de Língua Estrangeira (Foto: Jordan Strauss)

Já quem levou a estatueta de Melhor Diretor foi o mexicano Alfonso Cuarón (“Gravidade”) por “Roma”, que também levou a estatueta de Melhor Filme de Língua Estrangeira. Também produzido e escrito por Cuarón, o longa aclamado pela crítica narra a história de uma empregada doméstica na Cidade do México dos anos 1970.

Apesar de não ganhar em outras categorias, “Nasce Uma Estrela”, um dos favoritos do público, conquistou o prêmio de Melhor Canção Original por “Shallow”. Co-escrita por Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt, a música é interpretada no filme por Gaga e pelo ator Bradley Cooper (“O Lado Bom da Vida”), que também dirigiu o longa.

Pelo seu trabalho em "O Primeiro Homem", Justin Hurwitz levou o prêmio de Melhor Trilha Sonora em Filme (Foto: Divulgação)

A Melhor Trilha Sonora em Filme, por sua vez, ficou para Justin Hurwitz pelo seu trabalho em “O Primeiro Homem”, filme de Damien Chazelle (“La La Land: Cantando Estações”). Melhor Animação, por sua vez, ficou para “Homem-Aranha no Aranhaverso”, quebrando a hegemonia dos estúdios Disney e Pixar.

O prêmio Cecil B. Demille este ano foi para o ator Jeff Bridges ("O Grande Lebowski"). Vencedor do Oscar de Melhor Ator e do Globo de Ouro por Melhor Ator em um Filme de Drama com o longa "Coração Louco", Bridges foi reconhecido pela contribuição significativa dada ao longo de sua carreira ao mundo do entretenimento.

Confira, em negrito, os vencedores por categoria:

Melhor filme (Drama)
Infiltrado na Klan
Pantera Negra
Bohemian Rhapsody
Se a Rua Beale Falasse
- Nasce uma Estrela

Melhor filme (Musical ou Comédia)
Podres de Ricos
A Favorita
Green Book: O Guia
O Retorno de Mary Poppins
Vice

Melhor atriz de filme (Drama)
- Glenn Close, A Esposa
- Lady Gaga, Nasce uma Estrela;
- Nicole Kidman, Destroyer
- Melissa McCarthy, Can You Ever Forgive Me?
- Rosamund Pike, A Private War

Melhor ator de filme (Drama)
- Bradley Cooper, Nasce uma Estrela
- Willem Dafoe, At Eternity's Gate
- Lucas Hedges, Boy Erased
- Rami Malek, Bohemian Rhapsody
- John David Washington, Infiltrado na Klan

Melhor atriz de filme (Musical ou Comédia)
- Emily Blunt, O Retorno de Mary Poppins
- Olivia Colman, A Favorita
- Elsie Fisher, Eighth Grade
- Charlize Theron, Tully
- Constance Wu, Podres de Ricos

Melhor ator de filme (Musical ou Comédia)
- Christian Bale, Vice
- Lin-Manuel Miranda, O Retorno de Mary 
- Viggo Mortensen, Green Book: O Guia
- Robert Redford, The Old Man and the Gun
- John C. Reilly, Stan & Ollie

Melhor diretor de filmes
- Bradley Cooper, Nasce uma Estrela
- Alfonso Cuarón, Roma
- Peter Farrelly, Green Book: O Guia
- Spike Lee, Infiltrado na Klan
- Adam McKay, Vice

Melhor atriz coadjuvante em filmes
- Amy Adams, Vice
- Claire Foy, O Primeiro Homem
- Regina King, Se a Rua Beale Falasse
- Emma Stone, A Favorita
- Rachel Weisz, A Favorita

Melhor ator coadjuvante em filmes
- Mahershala Ali, Green Book: O Guia
- Timothee Chalamet, Beautiful Boy
- Adam Driver, Infiltrado na Klan
- Richard E. Grant, Can You Ever Forgive Me?
- Sam Rockwell, Vice

Melhor roteiro para filme
- Barry Jenkins (Se a Rua Beale Falasse)
- Adam McKay (Vice)
- Alfonso Cuarón (Roma)
- Deborah Davis and Tony McNamara (A Favorita)
- Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian Currie (Green Book: O Guia)

Melhor filme em língua estrangeira
Capernaum
Girl
Never Look Away
Roma
Shoplifters

Melhor animação
Os Incríveis 2
Ilha dos Cachorros
Mirai
WiFi Ralph: Quebrando a Internet
Homem-Aranha no Aranhaverso

Melhor trilha original em filmes
- Marco Beltrami, Um Lugar Silencioso
- Alexandre Desplat, Ilha de Cachorros
- Ludwig Göransson, Pantera Negra
- Justin Hurwitz, O Primeiro Homem
- Marc Shaiman, O Retorno de Mary Poppins

Melhor música em filmes
- "All the Stars”, Pantera Negra
- "Revelation”, Boy Erased
- "Girl in the Movies”, Dumplin
- "Shallow", Nasce uma Estrela
- "Requiem for a Private War", A Private War

Veja também