LIFESTYLE - 18/03/2016

Empreender é preciso

A cultura do empreendedorismo nas palavras do secretário de Indústria e Comércio do Estado de Goiás, Rafael Lousa



Max Miranda

Ele nasceu em Goiás. Estudioso e conhecedor da nossa paisagem urbana e dos negócios. Há quatro meses, Rafael Lousa, 35 anos, ocupa os cargos de secretário interino e superintendente executivo de indústria. Vive hoje a primeira experiência pública.
Sociólogo, advogado e cientista político. As cinco pós-graduações – Direito Público, Gestão Empresarial, Marketing, Controladoria e Finanças e Docência Universitária – confirmam o seu lado atento ao conhecimento. Casado com Carolina e pai de Lorenzo, de 1 ano, e de Valentina, que está para nascer. “Ela está chegando aí. Estou feliz.”
Empresário há 15 anos. Não é de agora que este jovem gestor assume os desafios de uma vida empreendedora. “Comecei cedo a lidar com grandes responsabilidades e a tomar decisões. Sempre militei em entidades de classe, que me fizeram entender amplamente o mundo empresarial, dos negócios, da política.” O secretário já militou no Movimento Goiás Competitivo e Associação de Jovens Empreendedores e Empresários.
Para Rafael Lousa, a política é uma grande arte de se articular e transformar projetos em realidade. “Mais que isso, construir soluções e equilibrar interesses”, define. Quanto às atribuições da secretaria, menciona: “Temos a função de planejar a política de desenvolvimento do Estado de Goiás. Inserir o Estado, de maneira mais competitiva, no contexto global. Interagindo, inclusive, com produtividade, competitividade e sustentabilidade.”
Diz que a função do secretário é representar a equipe institucional, o corpo técnico e político da secretaria. “O secretário toca a secretaria em todos os aspectos, se envolvendo com outras áreas, como a Superintendência de Micro e Pequenas Empresas, Superintendência de Comércio e Serviços e Promoção do Estado de Goiás, por exemplo.”

Desafios e avanços
Mesmo preparado para assumir as atividades da secretaria, Rafael Lousa acredita que os desafios existem. “É desafiador poder realizar um trabalho continuado de geração de oportunidades, de novas possibilidades de negócios, de atração de incentivos e investimentos para o nosso Estado.” E completa: “E é muito importante o desenvolvimento do movimento de empreendedores do setor produtivo.”

Ele revela que o desempenho do secretário é poder dar escalas, aumentar o alcance dos projetos, ou melhor: “Administrar os recursos públicos, além do compromisso e a responsabilidade aliada à eficiência.”
Ainda sobre os desafios, Rafael deixa bem claro: “Conseguir dar continuidade ao desenvolvimento do Estado, que está acima da média nacional, também é um desafio.” Afirma que Goiás está cada vez mais ganhando posições em relação aos demais Estados. “Somos a 9ª economia do Brasil.”
Goiás cresce, cresce, “avança”. Segundo o secretário, somos o segundo lugar em geração de empregos no ranking nacional. “Segunda posição do PIB industrial e primeiro lugar em atração de investimento privado proporcional”, enumera.
“Estamos avançando, modernizando a legislação, aplicando projetos e ações, tornando o ambiente em Goiás atrativo para investimentos e empreendimentos.” O secretário diz que somos capazes de avançar vezes mais, e com o apoio do governo. “Temos um governador ousado, que enxerga os investimentos, que agrega valor ao nosso desenvolvimento, e que está aberto ao diálogo, empreendedor. Isso tem dado muito certo”, avalia.

A cidade, o lazer
Rafael Lousa comenta que a grande meta é “entregar resultados”. Ele demonstra preocupação com o espaço urbano: “Se chove, é um caos.” Outras pautas também chamam a atenção do secretário: “Sustentabilidade, empresas limpas, impacto ambiental, o turismo e a cultura.”
O secretário acredita no avanço continuado em 2014. “Um ano de vitórias, com boas colheitas. Um ano de novos avanços. Estou confiante. Meu objetivo maior é que o Estado continue um exemplo de desenvolvimento.”
Revela ainda que, entre as diversas obras estruturalmente em desenvolvimento em Goiás, em parceria com a Agetop e Secretaria da Fazenda, estão o Centro de Convenções de Anápolis e o Autódromo de Goiânia, que será reinaugurado em junho próximo. “O avanço também continua em mais de 30 distritos.”
Diante das responsabilidades, Rafael Lousa não abre mão do lazer com a família e o descanso: “Gosto muito de ler, assistir a um filme em casa. Aproveitar a família, frequentar nossos parques e praças.”
Para o cidadão empreendedor, envia um recado: “Invista, empreenda. Vamos construir juntos. Goiás retribui o esforço dos investidores, em qualquer área. Temos um projeto contínuo de desenvolvimento. Somos geradores de oportunidades.”

Veja também