TRENDS - 23/02/2017

Destination Wedding é a nova moda entre os brasileiros

Saiba quais são as vantagens e desvantagens da nova modalidade


Depois dos americanos, europeus e japoneses, agora são os brasileiros que estão aderindo ao chamado Destination Wedding, que significa em resumo, escolher um destino especial para realizar a cerimônia e a festa de casamento, levando  os convidados para celebrar. Não resta dúvida de que o evento é inesquecível, mas a organização é complexa. “Não podemos esquecer que o roteiro e todo o suporte para os convidados é papel dos noivos”, explica Julia Maiorana, especialista em planejamento de viagens, ressaltando que o custo da viagem é de cada convidado.

O fato de poder se casar em um cenário deslumbrante e organizar uma festa que vai durar vários dias fascina muitos casais. “Outros se encantam com a possibilidade de trabalhar com uma lista de convidados reduzida e poder interagir mais com o grupo. Ter que se preocupar menos com a decoração (já que o cenário é a decoração)  também tem feito várias pessoas optarem pelo Destination Wedding”, explica Julia, que vem sendo chamada por vários casais interessados em organizar o casamento desta forma.

Na visão da especialista, o que pesa de verdade é a organização. Nem sempre é possível confiar em fornecedores em outros países, por exemplo, e é preciso cuidar de toda a logística dos convidados. “A responsabilidade é grande e a maior recomendação é: não tente fazer isso sem ajuda profissional”, afirma Julia. Para ela, o risco não compensa.

Entre os destinos mais procurados para casamento estão Aruba, no Caribe, e a Toscana, na Itália. Em território brasileiro, Trancoso, no sul da Bahia, desponta como um dos preferidos. “Aruba conquista por causa das paisagens e também pelo fato de não precisar de visto. Na Toscana, o diferencial também são as paisagens, castelos e os espaços ao ar livre que podem ser usados para a cerimônia.

Para quem está pensando em se casar em uma Destination Wedding, Julia Maiorana preparou um checklist completo, com todos os aspectos que devem ser levados em conta, antes de decidir pelo formato:

1.    Verifique uma data perto de um feriado, assim facilita a decisão de viajar dos convidados.
2.    Escolha uma empresa profissional para organizar o casamento. E firme um contrato com a empresa escolhida com todos os detalhes do que está sendo contratado.
3.    As despesas da cerimônia ficam por conta do casal, as demais como hospedagem, transporte e alimentação, geralmente, por conta dos convidados. Isso deve ficar claro desde o início.
4.    Entregue um convite save the date (reserve a data) com antecedência para os convidados se programarem.
5.    Feche pacotes para os convidados. Muitos hotéis já possuem tabelas promocionais disponíveis para grupos de casamento.
6.    Ofereça aos convidados opções para a viagem completas, com o transporte aéreo, os transfers e tudo que vão precisar. Com tudo bem organizado fica mais fácil aceitar o convite e embarcar na viagem com os noivos.

Veja também