CULTURA - 13/05/2017

Com Boogarins e Orquestra Filarmônica, primeiro dia de Bananada no CCON foi animado


A Orquestra Filarmônica de Goiás surpreendeu ao tocar clássicos dos anos 80 (Foto: Matheus Alves Levante)

Numa junção entre o repertório inédito da Orquestra Filarmônica de Goiás, da psicodelia da Boogarins e do stoner da banda Rollin Chamas, a quinta-feira de Festival Bananada abriu a programação do evento no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), que até domingo celebra a diversidade na música com uma programação que envolve artes visuais, gastronomia, skate, cultura urbana e tatuagem.
Os portões foram abertos às 18h e todo o Oscar Niemeyer funcionou como uma espécie de teste para os próximos três dias do festival. Além dos shows, que aconteceram em dois dos cinco palcos disponíveis, o bar, praça de alimentação, o Meninada – o espaço destinado às crianças – o Casulo Moda Coletiva e a pista de skate também já puderam ser testadas pelo público.
“Nossa ideia é retribuir à cidade todo acolhimento que recebemos durante estes 19 anos atuando em Goiânia, além de ser uma forma de dar oportunidade para que todos possam conhecer o Festival”, finalizou Lucas Manga, um dos organizadores do evento.
Para os dois dias do fim de semana, o Bananada volta com inúmeras atrações que vão se revezar entre os cinco palcos disponíveis na arena do CCON. Os portões estarão abertos a partir das 18h e os ingressos ainda podem ser adquiridos nas bilheterias do CCON ou pelo site www.festivalbananada.com.br.

Os goianos do Boogarins (Foto: Matheus Alves Levante)

 

Veja também