CASA - 23/07/2019

Aprenda a manter a casa limpa e cheirosa mesmo com os pets por perto

Pelos e sujeira são algumas das reclamações de quem possui bichinhos de estimação em casa. Presença deles pode favorecer o desenvolvimento de doenças


Foto: Reprodução/Jeff Klugiewicz/Pixabay

Não é nada fácil manter a casa limpa, cheirosa e – principalmente – organizada quando se tem um bichinho de estimação como filho. Mesmo assim, não é preciso abrir mão de conviver com os pets para deixar a casa higienizada e segura, inclusive para os animais. Com a presença dos pequenos, é importante tomar cuidado com uma série de doenças que podem ser provocadas por eles, como afirma o biomédico e microbiologista Roberto Figueiredo. Sinusite, rinite, asma, giardíase e toxoplasmose são alguns exemplos.

Garantir um ambiente limpo é relativamente fácil, especialmente se utilizar os produtos e utensílios corretos. Abaixo você confere dicas de limpeza do especialista.

Atenção aos produtos utilizados!

Foto: Divulgação

"Antes de começar a limpar a casa, lembre-se que você tem um animal de estimação. Portanto, nunca use água sanitária e cloro nos locais onde o pet circula, pois esses produtos podem causar dermatite de contato na patinha e pele dele," explica. A sugestão do especialista é que os proprietários olhem sempre a composição dos produtos químicos na embalagem para se certificarem que não causará danos. "Produtos que levam amônia em sua composição também devem ser evitados, pois o cheiro estimula o cãozinho a urinar nos locais onde essa substância foi utilizada."

Adeus cheiro ruim

Foto: Reprodução/Tran Mau Tri Tam/Pixabay

Mesmo com a higiene do pet em dia, o odor do animal costuma predominar na maioria das casas. Para eliminar o cheiro, é recomendado uma solução prática e eficiente. "Em um balde, misture nessa sequência: 1 litro de água, ¼ copo de álcool, 1 colher de sopa de bicarbonato, ½ copo de vinagre branco e 1 colher de amaciante. Coloque em um borrifador e utilize nos locais onde o cheiro está mais forte”. Depois disso, para manter o odor agradável dos ambientes, opte por aromatizantes de ar com fragrâncias suaves.

Limpando o xixi do lugar indevido

Foto: Reprodução/Fran__/Pixabay

Mesmo os cães mais adestrados, vez ou outra, podem urinar no lugar errado. "Para limpar o xixi utilize um papel toalha ou pano para tirar o excesso do líquido. Depois, borrife a mistura caseira para higienizar e eliminar o cheiro forte”.

Sem pelos pela casa

Foto: Reprodução/lenestrand85/Pixabay

Pelos podem provocar ácaros que, somados à sujeira habitual da casa, aumentam a possibilidade de crises alérgicas nos proprietários e nos pets, podendo também provocar doenças respiratórias e alérgicas. Gatos, especialmente os mais velhos, costumam soltar muitos pelos por toda a casa. Quanto aos cachorros, isso ocorre especialmente nas épocas de troca de pelagem. Para atenuar o problema, uma dica é manter sempre tosados e bem escovados.

"Quando os pelos estão por todo o chão da casa, para realmente eliminá-los, é importante evitar varrer o local, o que estimularia a suspenção dos mesmos pelo ar. No chão, utilize um bom mop e panos de microfibra nos móveis, pois ambos retém a sujeira, mesmo as micropartículas, e evitam que o pelo seja transferido de um local para outro. Aspiradores de pó também são boas opções, especialmente para quantidades maiores de pelos. Para finalizar, utilize os rolos adesivos para limpar o sofá, por exemplo, e outras superfícies”.

Roupas de cama e utensílios

Foto: Reprodução/Free-Photos/Pixabay

Para os donos que permitem que seus pets fiquem em camas é importante realizar a troca de fronhas, lençóis e cobertores duas vezes por semana. A caminha do pet também deve ser higienizada com a mesma frequência. Quanto aos utensílios utilizados por ele, como pratinhos e brinquedos, a limpeza deve ser diária.

Veja também