MODA - 19/02/2019

5 razões pelas quais Karl Lagerfeld é um dos maiores estilistas do mundo da moda

O designer alemão, diretor criativo da Chanel e da Fendi, faleceu hoje (19) aos 85 anos



Julie Tsukada

Karl Lagerfeld faleceu nesta terça-feira (19) aos 85 anos (Foto: Karl Lagerfeld)

“Eu sou como uma caricatura de mim mesmo e eu gosto disso. É como uma máscara. E para mim, o Carnaval de Veneza dura o ano todo”. Com frases como esta, sarcásticas e cheias de personalidade, e um trabalho primoroso como estilista que o alemão Karl Lagerfeld se tornou uma das maiores referências no mundo da alta costura. Nascido em 10 de setembro de 1933, em Hamburgo, na Alemanha, o estilista ganhou fama por estar à frente da criação de maisons como a francesa Chanel e a italiana Fendi.

Nesta terça-feira (19), em Paris, na França, Lagerfeld faleceu aos 85 anos. O designer vinha com a saúde debilitada e não pôde comparecer ao último desfile da Chanel, realizado no fim de janeiro, o que gerou especulações sobre o estado do estilista. O Kaiser, como também era chamado, não deixa herdeiros.

Virgine Viard, diretora de estúdio da Chanel, será sua sucessora na Maison francesa. Na Fendi e na marca própria, a Karl Lagerfeld, ainda não foram anunciados quais serão os rumos após a a morte do estilista.

Em homenagem a uma das maiores personalidades do mundo da moda, Zelo relembra a trajetória do estilista com 6 fatos que demonstram toda sua genialidade. Confira!

1. De Balmain a Chanel

Karl Lagerfeld começou a carreira na moda na grife francesa Pierre Balmain (Foto: Gamma Keystone via Getty Images)

Lagerfeld construiu sua carreira trabalhando para grandes marcas no mundo da moda. Tudo começou quando ele ganhou o primeiro em uma competição do International Wool Secretariat pelo desenho de um casaco. A pela seria produzida por Pierre Balmain, ofereceu a Karl, então com 17 anos, um trabalho como seu assistente.

Três anos depois, em 1957, Lagerfeld se tornou o diretor de arte do designer Jean Patou. Em 1964, começou a trabalhar para a grife francesa Chloé e em 1965, na Fendi. Na Chanel, ele começou em 1983. Continuou na Fendi e Chanel até sua morte. Na Chloé, ficou até 1988, retornando por um breve período nos anos 90.

2. Desfiles inovadores

O cenário do desfile de Primavera 2019 da Chanel imitou uma praia (Foto: Imaxtree)

Supermercado, aeroporto, cassino, praia... Karl Lagerfeld, em um misto de genialidade e irreverência, trouxe cenários cotidianos para os desfiles da alta costura. A ideia era mostrar que as roupas das grifes não eram restritas apenas a situações formais e podiam muito bem ser utilizadas em situações do dia a dia. Afinal, por que não embarcar de Chanel

3. O primeiro estilista a comandar duas grifes na alta costura

Karl Lagerfeld comandou a Chanel e a Fendi (Foto: Reprodução / Blog Superfluous)

“Eu desenho como eu respiro. Você não pede pra respirar – apenas acontece”. Karl Lagerfeld era um verdadeiro workaholic – e ele sabia disso. Além da Chanel e da Fendi, o estilista também comandava sua própria marca e fazia diversas colaborações, como com a Diesel, em 2002; com a H&M, em 2004; e até mesmo com a Riachuelo, em 2016.

4. Reinvenção da Chanel

Desfile da Chanel em Hamburgo, 2017 (Foto: Reprodução / Elle Espanha)

Quando Karl assumiu a Chanel, em 1983, a maison estava em declínio desde a morte de Coco Chanel, em 1971. Lagerfeld fez um trabalho tão bom que se tornou referência absoluta. Em vez de se prender aos códigos da grife, Karl os ampliou e os subverteu, não se limitando e ousando. O grande trunfo de seu trabalho foi trazer todas essas mudanças e, sempre, deixá-los com a cara da Chanel.

5. Clássicos com uma pitada pop

Clutch da Chanel com pins em dourado (Foto: Reprodução / Chanel)

A Chanel é conhecida por ser uma grife clássica. Os casacos de tweet, as bolsas, o perfume Chanel Nº 5... todos eles atravessaram gerações e continuam atuais. Karl sabia disso, mas também não fechava os olhos para as trends atuais. Inteligente, ele soube unir esses dois lados, trazendo jeans, detalhes divertidos e outros elementos para as peças da Maison.

Veja também